Augusto comte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (301 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Comte cria a chamada concepção positivista, que é uma doutrina que consiste, em sentido restrito, na mais absoluta negação da filosofia. Comte foi na realidade um professor dematemática e queria ser famoso.Há quem crê que Comte foi o criador da célebre lei dos três estados, segundo a qual o espírito humano passa sucessivamente pela idade teológica, pela idademetafísica e, finalmente, pela idade positiva, na qual não conhece nenhuma verdade diferente das verdades esclarecidas pelas ciências. No entanto a lei dos três estados já tinha sido formulada porSaint-Simom, de quem Comte foi aluno e secretário e plagiou-as. Mas Comte tem sua próprias concepções positivistas, que são: 1ª) O homem é superior à mulher, e esta deverá ocupar sempreuma posição subordinada na sociedade. 2ª) A raça branca é superior às raças de cor; só a raça branca progride na direção da sociedade positiva. 3ª) Entre os indivíduos que pertencem auma mesma sociedade existem profundas desigualdades naturais, em particular só um pequeno número de indivíduos, que formam a escol, são capazes de ascender à vida intelectual. 4ª) Dentroda ordem social existe um poder temporal, que mantém na subordinação os que devem obedecer, e um "poder espiritual" que ensina os subordinados a aceitar a posição que ocupam e a amar osque os comandam. Este poder temporal pertence aos banqueiros aos donos da indústria, que no plano político deram provas da sua competência.
Como pode ver as concepções comtistas são umtanto ditatoriais, déspotas. Não por acaso Hitler foi seu grande admirador. Há ainda alguns pseudointelectuais que querem creditar, não só o título, com a ciência sociologia a AugusteComte, quando na realidade o verdadeiro criador foi Claude-Henry de Rouvroy, conde de Saint-Simon

http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20100212112303AADfKkW 27/03/2012
tracking img