Auditoria do estoque

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1992 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Parte I

AUDITORIA DOS ESTOQUES

Parte I

Equipe:

Parte I

AUDITORIA DOS ESTOQUES
1. Introdução

2. Legislação
3. Práticas Usuais
4. Apresentação nas Demonstrações Financeiras

5. Sugestões
6. Prática de Auditoria.

Parte I

1. Introdução

AUDITORIA DOS
ESTOQUES

1 Introdução

Auditoria dos Estoques

1.1 Estoques

 Os estoques têm de modo geral, grandeimportância
para a maioria das empresas, indústrias e comercias, e a
sua correta apuração no início e no final de cada
exercício é fundamental para a determinação dos lucros.
Os estoques são usualmente classificados nas seguintes
categorias:

1

Auditoria dos Estoques
Introdução

1.1 Estoques
 produtos acabados – correspondem a itens fabricados
ou adquiridos de terceiros, prontos para avenda;
 produtos em processamento – correspondem a itens
ainda em vários estágios de fabricação;
 matérias – primas correspondem a materiais a serem
empregados diretamente na fabricação de produtos
acabados;
 materiais diversos ou auxiliares – correspondem a
materiais de natureza diversa a serem utilizados
indiretamente nos diversos estágios de fabricação.

1 Introdução

Auditoriados Estoques

1.2 Critérios de Valorização
Sabemos que vários fatores influem nos preços das
mercadorias no decorrer de um exercício contábil, tais
como variações no índice geral de preços (inflação e
deflação), condições especiais de mercado de item
específico, tabelamento de impostos pelo governo.
As compras, no decorrer do exercício, serão registradas
pelo valor a que realmente custamno momento em que é
adquirido, pelo que foi exposto, nem sempre ocorrerão a
um mesmo preço durante um exercício contábil.

1 Introdução

Auditoria dos Estoques

1.2 Critérios de Valorização
Com isso, surge o problema de como avaliar as
mercadorias
que
permanecem
em
estoque
e,
conseqüentemente, como avaliar os que foram vendidas
ou consumidas durante o exercício para apuração docusto dos produtos vendidos.
Os estoques devem sempre ser avaliados de acordo com
os princípios fundamentais de contabilidade:
a) custo ou mercado, dos dois a menor e
b) de forma consistente com o exercício anterior

1 Introdução

Auditoria dos Estoques

1.2 Critérios de Valorização
O custo de um material deve ser composto pelo preço de
compra e custos adicionais para colocá-lo naEmpresa,
assim sendo, os gastos com importação, fretes, seguros,
armazenagens, etc. devem integrar o custo dos
materiais. Portanto, o custo de matérias – prima ou
materiais de revenda é resultante do preço constante da
nota fiscal, somando aos gastos incorridos para
conseguir essas matérias – prima.

Parte I

2. Legislação

AUDITORIA DOS
ESTOQUES

2

Auditoria dos EstoquesLegislação e Pronunciamentos

1. Fiscais
2. Contábeis

2.1

Auditoria dos Créditos

Legislação e Pronunciamentos Contábeis

2.1. CPC: Pronunciamento Técnico CPC 16 - Estoques
Este Pronunciamento dá orientações sobre a determinação
do valor de custo dos estoques e sobre o seu subsequente
reconhecimento como despesa em resultado, incluindo
qualquer redução ao valor realizável líquido, bemcomo
sobre o método e os critérios usados para atribuir custos
aos estoques.

2.1

Auditoria dos Estoques

Legislação e Pronunciamentos Contábeis

2.1.Legislação Fiscal – Lei nº 11.941 de 2009

Ao alterar o artigo 176 da Lei n° 6.404 de 1976, a Lei
11.941 determinou que as notas explicativas devem
demonstrar “os principais critérios de avaliação dos
elementos patrimoniais,especialmente estoques, dos
cálculos de depreciação, amortização e exaustão, de
constituição de provisões para encargos ou riscos, e dos
ajustes para atender a perdas prováveis na realização de
elementos do ativo”.

2.1

Auditoria dos Estoques

Legislação e Pronunciamentos Contábeis

2.1. Conselho Federal de Contabilidade

A resolução CFC n° 1.170 de 2009 aprovou a NBC T 19.20
- estoques...
tracking img