Atps vlamir - primeira parte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2300 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade do Grande ABC – UniABC – FEC

Vlamir Belfante









ATPS – CLP (Controles Lógicos Programáveis)

PRIMEIRA PARTE









Nome: Flavio de Oliveira Barbosa RA: 30000492
Nome: Heloisa de Lima Assis RA: 30007874
Nome: Philipe Augusto de A. Neves RA: 30012265
Nome: Ricardo Aparecido Binelli RA: 30000493
Nome: Walter Dias Carlos Junior RA: 30019638Nome: Wanderly Nunes RA: 30005345


Santo André – SP
Agosto de 2012
História
O Controlador Lógico Programável (C.L.P.) nasceu praticamente dentro da indústria automobilística americana, especificamente na Hydronic Divisem da General Motors , em 1968, devido a grande dificuldade de mudar a lógica de controle de painéis de comando a cada mudança na linha de montagem. Tais mudançasimplicavam em altos gastos de tempo e dinheiro.
Sob a liderança do engenheiro Richard Morley, foi preparado uma especificação que refletia as necessidades de muitos usuários de circuitos à reles, não só da indústria automobilística, como de toda a indústria manufatureira.
Nascia assim, um equipamento bastante versátil e de fácil utilização, que vem se aprimorando constantemente,diversificando cada vez mais os setores industriais e suas aplicações, o que justifica hoje um mercado mundial estimado em 4 bilhões de dólares anuais.
Desde o seu aparecimento, até hoje, muita coisa evoluiu nos controladores lógicos, como a variedade de tipos de entradas e saídas, o aumento da velocidade de processamento, a inclusão de blocos lógicos complexos para tratamento das entradas e saídase principalmente o modo de programação e a interface com o usuário.
A ideia inicial do CLP foi de um equipamento com seguintes características resumidas:
▪ 1. Facilidade de programação;
▪ 2. Facilidade de manutenção com conceito plug-in;
▪ 3. Alta confiabilidade;
▪ 4. Dimensões menores que painéis de Relês, para redução de custos;
▪ 5. Envio de dados para processamento centralizado;▪ 6. Preço competitivo;
▪ 7. Expansão em módulos;
▪ 8. Mínimo de 4000 palavras na memória.
Podemos didaticamente dividir os CLP's historicamente de acordo com o sistema de programação por ele utilizado:
▪ 1ª Geração: Os CLP's de primeira geração se caracterizam pela programação intimamente ligada ao hardware do equipamento. A linguagem utilizada era o Assembly que variava de acordo com oprocessador utilizado no projeto do CLP, ou seja, para poder programar era necessário conhecer a eletrônica do projeto do CLP. Assim a tarefa de programação era desenvolvida por uma equipe técnica altamente qualificada, gravando-se o programa em memória EPROM, sendo realizada normalmente no laboratório junto com a construção do CLP.
▪ 2ª Geração: Aparecem as primeiras “Linguagens de Programação”não tão dependentes do hardware do equipamento, possíveis pela inclusão de um “Programa Monitor” no CLP, o qual converte (no jargão técnico, “compila”), as instruções do programa, verifica o estado das entradas, compara com as instruções do programa do usuário e altera o estados das saídas. Os Terminais de Programação (ou maletas, como eram conhecidas) eram na verdade Programadores de MemóriaEPROM. As memórias depois de programadas eram colocadas no CLP para que o programa do usuário fosse executado.
▪ 3ª Geração: Os CLP's passam a ter uma Entrada de Programação, onde um Teclado ou Programador Portátil é conectado, podendo alterar, apagar, gravar o programa do usuário, além de realizar testes (Debug) no equipamento e no programa. A estrutura física também sofre alterações sendo atendência para os Sistemas Modulares com Bastidores ou Racks.
▪ 4ª Geração: Com a popularização e a diminuição dos preços dos microcomputadores (normalmente clones do IBM PC), os CLP's passaram a incluir uma entrada para a comunicação serial. Com o auxílio dos microcomputadores a tarefa de programação passou a ser realizada nestes. As vantagens eram a utilização de várias representações das...
tracking img