Atps quimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1677 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

Obtenção do cloreto de sódio ............................................... 02
Processos de obtenção do sal de cozinha ........................... 02
Processos de obtenção do sal de cozinha ........................... 03
Matéria prima em processos industriais ............................... 04
Principais produtores de sal de cozinha no Brasil ................ 06
Substancias quepodem ser produzidas a partir do cloreto de sódio
............................................................................................... 06
Utilização na indústria .......................................................... 07
Fontes de pesquisa .............................................................. 07

Como é realizada a obtenção do cloreto de sódio (sal de cozinha), a partirda água do mar e sua utilização como matéria prima em processos produtivos (indústria).
De um jeito bem simples: deixando o líquido evaporar e recolhendo o sal no final do processo. Entretanto, não basta deixar a água virar vapor em dezenas de tanques e depois reunir o tempero. Se os fabricantes fizessem somente isso, tudo o que obteriam seria uma lama cinzenta, de gosto amargo, com apenas 78% decloreto de sódio, o popular sal de cozinha. Isso porque a água do mar, além de conter muito sal, também possui compostos de cálcio e magnésio, que precisam ser retirados do produto final. A tarefa das salinas é justamente fazer essa separação. O trabalho começa quando o líquido é bombeado de lagoas salgadas litorâneas, que têm pelo menos o dobro da quantidade de sal que o oceano - também dá parafazer o processo direto com água do mar, mas o rendimento é bem menor. Ao evaporar em tanques debaixo do sol, a água vai ficando cada vez mais pastosa. Nessa hora, a tendência é que os elementos sólidos comecem a se separar do líquido e concentrem-se no fundo do tanque.
O segredo é que cada composto vai para o fundo em um momento diferente, conforme aumenta a densidade desse caldo. Primeiro vãoos compostos de cálcio, que são excluídos da mistura. Depois, é o sal de cozinha propriamente dito, que pode ser retirado dos tanques na forma de sal grosso ou seguir para uma série de máquinas que fabricam sal refinado. "Durante essa fase, a água restante evapora sob temperatura e pressão controladas, para que os cristais saiam pequenos e uniformes", afirma o engenheiro mecânico Maximilian Bosch,da Refinaria Nacional de Sal, em Cabo Frio (RJ). No final do processo, antes de ser embalado, o tempero que chega aos supermercados brasileiros recebe ainda uma pequena quantidade de iodo, substância usada para prevenir o bócio, uma doença grave que ataca a garganta.
Processos de obtenção do sal de cozinha
1.) Ao ser retirada do mar ou de lagoas litorâneas, a água salgada vai para enormestanques de evaporação. Ligados por comportas, cada um ocupa uma área igual a dez campos de futebol e tem profundidade de apenas 20 centímetros. Conforme o líquido seca, a concentração dos elementos sólidos aumenta. Quando eles ocupam 17% do volume da água, os compostos de cálcio presentes no caldo oceânico concentram-se no fundo e separam-se da mistura
2.) A água densa passa a ser chamada de salmoura ecai nos quadros de cristalização, tanques com dezenas de metros quadrados e 2 centímetros de profundidade. A evaporação segue até que o nível de elementos sólidos chegue a 25%. Aí, a concentração de cloreto de sódio - o sal de cozinha - atinge seu valor máximo, e pode seguir dois caminhos
3a.) Se a salmoura for usada na produção de sal grosso, ela continua secando sob o sol até que todo ocloreto de sódio se aglutine na forma de cristais. Depois, as pedrinhas salgadas, com até 3 centímetros de diâmetro, são retiradas por trabalhadores com rodos ou máquinas. A água que sobra é descartada em comportas nas laterais dos quadros de cristalização
3b.) Se a salmoura servir de base para a produção de sal refinado, ela é retirada dos quadros de cristalização um pouco antes da formação dos...
tracking img