Atps libras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2465 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Anhanguera– UNIDERP
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Curso de Pedagogia 2º semestre

Grupo:
Evangenete Maria Vieira de Alcântara _ RA: 355075
Matheus Braga Paraense _ RA: 357897
Maria Antonete Capela Pinto _ 367994
Nelma Correia Moreira Aires _ RA: 357818
Sheila Ferreira Silva _ RA: 367857

Disciplina: língua brasileira de sinais libras

Ananindeua / pa
2012

Grupo:Evangenete Maria Vieira de Alcântara _ RA: 355075
Matheus Braga Paraense _ RA: 357897
Maria Antonete Capela Pinto _ RA: 367994
Nelma Correia Moreira Aires _ RA: 357818
Sheila Ferreira Silva _ RA: 367857

Disciplina: língua brasileira de sinais libras

Atividade Prática Supervisionada (ATPS) apresentada ao Curso de Pedagogia da Universidade Anhanguera UNIDERP, disciplina: Libras.Orientadora: Profª. Dra. Lilian Cristine Ribeiro Nascimento

Ananindeua / pa
2012
DEFICIENTES AUDITIVOS
O desenvolvimento completo de um indivíduo está muito relacionado com o desenvolvimento dos sistemas sensoriais e perceptivo, pois é através desses sistemas que os estímulos ambientais são transmitidos ao indivíduo. Quando ocorre algum impedimentoem um desses sistemas, o desenvolvimento do indivíduo pode vir a ser prejudicado devido à dificuldade de interagir com o ambiente.
No caso do deficiente auditivo, as suas características especiais (físicas, psicomotoras e cognitivas) estão associadas ao “início da surdez, etiologia, localização da lesão e quantidade e qualidade dos estímulos ambientais que a criança é exposta” (Pedrinelli &Teixeira, 1994).
Os conceitos de surdez e de surdo construíram-se e modificaram-se, ao longo da história, seguindo os ideais políticos, filosóficos e religiosos de cada época. Na antiguidade, a surdez era ,no mais das vezes, encarada como castigo, e o surdo considerado louco, anormal ou enfeitiçado. A surdez era eliminada com a morte ou com o abandono:” Na Antiguidade Chinesa os surdos eramlançados ao mar. Os gauleses os sacrificavam ao Deus Teutates por ocasião da Festa do Agrário. Em Esparta os surdos eram jogados do alto dos rochedos. Em Atenas eram rejeitados e abandonados nas praças públicas ou nos campos”.
A trajetória da educação formal dos surdos é marcada pelo embate entre duas concepções básicas de surdez: a clínica e a sociocultural. Considerando a surdez uma incapacidade, umadeficiência a ser sanada os métodos educacionais filiados à visão médica da surdez tinha por meta curar o surdo, empregando técnicas que proporcionassem o desenvolvimento da fala. Aqui a utilização da língua de sinais é proibida e tida como potencial fator de atraso do desenvolvimento intelectual do aluno. As concepções socioculturais de surdez, por sua vez, focam a educação do sujeito surdo naperspectiva da diferença, e não da deficiência. O objetivo da educação deixa de ser o desenvolvimento da fala. A língua de sinais é reconhecida como primeira língua e valorizada como a língua que permite ao sujeito surdo aprender, construir sua própria percepção de mundo e conquistar a cidadania.

Ponto de vista médico
Em termos médicos, a surdez é categorizada em níveis do ligeiro ao profundo.É também classificada de deficiência auditiva, ou hipoacúsia. Os tipos de surdez quanto ao grau de perda auditiva:
* Perda auditiva leve: não tem efeito significativo no desenvolvimento desde que não progrida, geralmente não é necessário uso de aparelho auditivo.
* Perda auditiva moderada: pode interferir no desenvolvimento da fala e linguagem, mas não chega a impedir que o individuofale.
* Perda auditiva severa: interfere no desenvolvimento da fala e linguagem, mas com o uso de aparelho auditivo poderá receber informações utilizando a audição para o desenvolvimento da fala e da linguagem
* Perda auditiva profunda: sem intervenção, a fala e a linguagem dificilmente irão ocorrer.

Ponto de vista social
Transitar das experiências sensoriais para conceitos abstratos...
tracking img