Atps economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3170 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
2- Etapa n°1
Passo n°6 (relatório).
Passo 2:
Custos de oportunidade:
É a alternativa mais bem avaliada que as pessoas têm de sacrificar por causa de suas decisões. O conceito implica em fazer trocas compensatórias. Ter mais de uma coisa significa ter menos de outra, você abre mão em favor de outra coisa considerando umamelhor rentabilidade e aproveitamento.
O Custo de Oportunidade é representado pelo valor das oportunidades sacrificadas (não escolhidas). O custo de oportunidade é um custo implícito, que não aparece na contabilidade de uma empresa, porém é bastante utilizado pelos economistas para determinar a viabilidade de projetos empresariais. Custo Alternativo é outro sinônimo para o Custo de Oportunidade,por indicar o custo resultante
da não utilização da melhor alternativa de emprego de um recurso produtivo, ou numa linguagem mais coloquial o custo da alternativa deixada de lado.
Passo 3:
Curva de Possibilidade de Produção:
Para ilustrar as trocas compensatórias enfrentadas por uma pessoa, uma firma ou uma economia, os economistas utilizam curvas de possibilidades de produção. Essas curvasmostram as trocas compensatórias (ou os custos de oportunidades) que a pessoas enfrentam por causa da escassez dos recursos.
Desenvolve a capacidade para conhecer e analisar as questões básicas de produção decorrentes da escassez e das possibilidades que decorrem na linha de produção das empresas no mercado, quanto à sua eficiência produtiva e de custos de oportunidade. Distinguir os problemas esaber como enfrentá-los utilizando as análises econômicas de solução. Como vimos anteriormente, a sociedade não dispõe de recursos produtivos em quantidade suficiente para produzir tudo o que a população deseja.
Passo 4:
Produtos Elásticos:
Dadas às condições normais de oferta dos produtos (mantendo-se a qualidade e níveis de quantidade), e ocorrendo uma alteração no preço de vendas, háuma resposta imediata e inversa na demanda/consumo. Ou seja, ao reduzir-se “x%” no preço de venda do produto, aumenta-se “y%” na demanda (faturamento). Inversamente, ao se aumentar “x%” no preço de vendas diminui-se “y%” na demanda. Essa é a característica básica dos produtos “elásticos”: quando os preços se alteram as pessoas tendem a aumentar ou reduzir o consumo. Note-se que a elasticidade dá-seem razão do “número de bens substitutos (quanto mais substitutos, mais elásticos, pois os consumidores trocam facilmente de bens)”, grau de essencialidade do bem e participação no Orçamento.
Passo 5:
Produtos Inelásticos:
Neste caso, mesmo que se aumentem as quantidades ofertadas e se reduzam os preços, (mantendo-se a qualidade e níveis de quantidade) a resposta na demanda mantém-sepraticamente inalterada. Ou seja, dependendo do produto pode-se duplicar a sua oferta, reduzir ou aumentar em “x%” o seu preço de vendas e mesmo assim o aumento ou contração da demanda se alterará em baixos índices, muitas vezes próximo de “0” (zero). Note-se que esse tipo de produto geralmente é essencial e não tem substituto, ou tem poucas opções. Exemplo: o que pode substituir a água ou o sal de cozinha?3- Etapa nº2.
Passo n°2 (relatório).

Maximização de Lucros
O conceito de maximização do lucro como o objetivo principal de finanças é muito difundido e desde muito tempo considerado como o propósito mais importante da atividade financeira.
O conceito de maximização do lucro parte da equação contábil tradicional de que o lucro é resultante das receitas menos as despesas de um período.Apesar de lógico, esse conceito, tomado e utilizado de forma restrita, pode não conduzir os rumos das empresas a uma melhor situação. A obtenção de um bom lucro em um período não quer dizer que o futuro da empresa será beneficiado. Diversas possibilidades de gestão podem levar a empresa a obter um excelente lucro em um período, mas também prejudicar seu futuro, como exemplos de possibilidades...
tracking img