Atps-desenho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1368 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ANHANGUERA EDUCACIONAL
FACULDADE INTERATIVA DE SUMARÉ
Cursos: Engenharia de Controle e Automação; Engenharia Elétrica

ATPS – ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA
DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICO

ATPS – Desenho Técnico
apresentada
ao curso de Engenharia da
Anhanguera Educacional –
Faculdade Interativade Sumaré
como objetivo adquirir nota
necessária e significativa para a
matéria.
Orientador: Profº Flávio Tambellini

Sumaré
13/06/2011

Exercícios Propostos

1) Responder as perguntas da revisão de conhecimento da página 87 e 88.

2) Explique a diferença entre cortes paralelos e concorrentes.

3) Responder as perguntas da revisão de conhecimento da página 131.

4) Fazer osexercícios propostos:
- P5.1, da página 89, somente as letras G, H;
- P5.1, da página 90, a letra K;
- P5.2, da página 90, a letra C;
- P5.2, da página 91, a letra H;
- P6.1, da página 111, a letra H.

1) Revisão de conhecimentos (Página 87 – 88)

1 – Por que se usam cortes em vez da representação com linhas invisíveis?
R: O recurso a cortes e sessões em um desenho face, em geral, quando apeça se representada possui uma forma inteira complicada ou quando alguns detalhes importantes para a definição da peça não ficam totalmente definido por uma projeção ortogonal em arestas visíveis.

2 – Que tipos de corte você conhece? Descreva-os pormenorizadamente e diga como se escolhe o tipo de corte mais adequado para cada situação.
R: Corte Total é usado quando o plano secante (o plano decorte) contenha um eixo da peça e a corte inteiramente.
No Meio Corte, é efetuado por dois planos concorrente no eixo da peça , exemplifica-se o uso do traço reforçado na indicação do plano de corte.
Corte Parcial, não é usada qualquer simbologia de indicação e identificação de corte. Nota – se apenas que na vista onde o corte parcial efetivamente visualizado o corte é delimitado por uma linhacontinua fica ondulada pertencendo a parte tracejada em geral, a um plano de simetria da peça.
Em peças simétricas é preferível fazer o Meio Corte, o meio corte mostra não só o interior como também o exterior.
O Corte Parcial deve ser usado em peças onde os detalhes de interesse a serem mostrados sejam restritos a uma zona da peça.
Corte Total se usa quando a peça corte um eixo e é cortadainteiramente.

3 – Como se indica um corte numa vista não cortada?
R: A representação em corte de peças maciças como em eixos parafusos, raios e etc, é mais esclarecedora. Por isso quando essas peças forem interceptadas longitudinalmente pelo plano de corte não devem ser tracejadas no corte longitudinal de tambores e volantes. Os braços não são representados em corte.

4 – Por que é que se omitemas linhas de arestas invisíveis
R: Que se evita o uso de uma secção, porque a secção da uma ideia errada de duas peças distintas serem interceptadas pelo plano secante, enquanto que o corte, por mostrar tudo daquilo que está além do plano de corte, dá a sensação de união as duas porções da peça seccionada não restando duvidas que o corte representa uma única peça.

5 - Por que é que se rebatemdetalhes como furos ou nervuras em cortes de peças de revolução?
R: Porque é usual rebates alguns detalhes que não são interceptados pelo plano de corte.

6 – Por que é que é que não se cortam nervuras?
R: A representação de corte de nervuras não é em geral esclarecedora.

7 – Quando é que se usam seções em vez de cortes?
R: Distinguem se rapidamente dos cortes por representarem somente ainterseção do plano secante (de corte) com a peça, não englobando aquilo que encontra além desse plano.

8 – Quantos tipos de seções são conhecidos?

R: Duas. Seção rebatida e Seções Transversais perpendiculares ao eixo.

9 – Quais as aplicações mais importantes das seções?
R: As secções são utilizadas para trazer melhor clareza ao desenho. São usadas para definir o perfil externo de...
tracking img