Atps de sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4052 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA EDUCACIONAL – UNIDERP
Centro de Ensino à Distância
Curso: Serviço Social



ANA DALVA DUARTE BEZERRA – RA 354.685
ARIANE ALDA MOREIRA DA ROSA – RA 371.591
LUIZETE BARRETO SILVA – RA 350482
KATIA VALDEZ DE SOUZA – 367.664
ROSANA SIMÕES LEAL – RA 365.829










ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS
SOCIOLOGIACampo Grande – MS
2012


ANA DALVA DUARTE BEZERRA – RA 354.685
ARIANE ALDA MOREIRA DA ROSA – RA 371.591
LUIZETE BARRETO SILVA – RA 350482
KATIA VALDEZ DE SOUZA – 367.664
ROSANA SIMÕES LEAL – RA 365.829















ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS
SOCIOLOGIA

Atividade Prática Supervisionada, solicitada pelo Curso de ServiçoSocial, da Universidade Anhanguera.

Orientadora: Maria Cláudia Regina Benedetti

















Campo Grande – MS
2012
1. INTRODUÇÃO



As Atividades Supervisionadas propostas, é um desafio que se propõe mostrar maior compreensão e promover o estudo, a convivência e o trabalho em grupo.

Primeiramente a atividade é importante para o conhecimento erelacionamento dos marcos dos direitos humanos aos estágios sociais de acordo com a teoria de Émile Durkheim, compreendendo as semelhanças existentes.

Na seqüência temos a relação das formações históricas específicas relacionadas aos direitos humanos, pelo que propõe Max Weber e Karl Marx, bem como as principais diferenças entre Revolução Francesa e Americana.

Enfim, segue a atividadepara a compreensão dos principais marcos do desenvolvimento dos direitos humanos.

Acreditamos que a atividade é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido pelas etapas sugeridas e supervisionadas.

Assim é importante o conhecimento, por meio desta ATPS para que possamos promover a aplicação da teoria e conceitos para a solução de problemas práticos relativosà profissão e assim sermos direcionados a buscar o raciocínio crítico, convivendo com o trabalho em grupo.















2. DESENVOLVIMENTO

2.1 Emile Durkhein e Declaração de Direitos Humanos

É oportuno iniciarmos a abordagem respeito dos principais pontos encontrados nos textos e documentos lidos, ou seja, falar da idéia de Durkhein e a Declaração de Direitos Humanos.,visto que tanto um como outro assegura o reconhecimento e observância universais e efetivos.

Vale dizer que, a Declaração dos Direitos Humanos traz em seu artigo I que todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos e são dotadas de razão e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade.

É possível perceber que no século XIX, Émile Durkheimjá tinha percebido a importância de se compreender os fatores que explicariam a organização social, isto é, a compreensão do que garantia a vida em sociedade e que os laços que prenderiam os indivíduos uns aos outros nas mais diferentes sociedades seriam dados pela solidariedade social, sem a qual não haveria uma vida social.

Para Durkheim, a solidariedade do tipo mecânica depende daextensão da vida social que a consciência coletiva alcança. Quanto mais forte a consciência coletiva, maior a intensidade da solidariedade mecânica. 

Assim sendo, a solidariedade social se daria pela consciência coletiva, responsável pela ligação entre as pessoas.

Quando lemos o artigo V da Declaração de direitos humanos, quando diz que ninguém será submetido à tortura, nem atratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante, relaciona-se a solidariedade dada pela consciência coletiva, que liga as pessoas.

Durkhein acrescenta que não há uma maior valorização daquilo que é coletivo, mas sim do que é individual, do individualismo e, entendemos que conforme consta na declaração de direitos toda pessoa tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades, sem...
tracking img