Atps contabilidade internacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2010 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE ANHANGUERA DE JACAREÍ



















CONTABILIDADE INTERNACIONAL

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

Prof.



– RA

– RA

– RA

– RA







JACAREÍ, 10 de MAIO de 2013


Sumário


HISTÓRIA DA CONTABILIDADE 3


PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PROMOVIDAS PELA LEI 11.638/2007 e LEI 11.941/2009 4


ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DEACORDO COM AS NOVAS NORMAS INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE 7


CONCLUSÃO 8


REFERÊNCIAS 9































ETAPA 1


HISTÓRIA DA CONTABILIDADE





A Contabilidade surge da necessidade humana em desempenhar suas funções na sociedade de um modo mais maduro, fazendo com que nos preocupássemos com os direitos sociais – e deveres –dando nascimento ao escambo, divisões de terras, heranças de família e permutas, tendo como exemplo a troca de litros de vinhos por quilos de lãs. Diante disto, mesmo que indiretamente, já vemos a Contabilidade entrar em ação quando da necessidade de se “fazer” uma mensuração, para que essa troca de produtos diferentes façam-se valer à valor equivalente (indícios primordiais da existência daContabilidade neste fato). Então, haja dito e haja visto, a Contabilidade é mais antiga do que a era cristã: Quando dizem que o criador da contabilidade foi Lucca Paciolli em 1494, este foi somente o criador do método das Partidas Dobradas. Agora, no que tange aos controles, registros, valor patrimonial (que a.C. era chamado de herança), isso nos mostra o quão a Contabilidade é tão antiga, pois a suaessência aí se encontra desde que o homem se conhece como homem.


Há indícios de que as primeiras cidades comerciais eram dos fenícios, onde se encontram os primeiros registros do comércio. Mas, como sabemos através de muito estudo histórico, não eram exclusivos destes.


A atividade de permuta dos comerciantes semíticos requeria o acompanhamento das variações de seus produtos e bensem cada transação efetuada. O formato do relatório apenas detalhava o fato ocorrido de modo organizado. Agora, no entanto, as cobranças de tributos na Babilônia já eram feitas através da escrita. Temos fatos documentados de que um escriba egípcio elaborou a contabilização dos negócios efetuados pelo governo de seu país no ano de 2.000 a.C..


A medida em que o homem começava a possuirmaior quantidade de valores patrimoniais, começou a preocupação de como poderiam aumentar suas posses.

Logo em seguida, os Gregos, por volta de 2000 a.C., terminariam por aprimorar o modelo Egípcio, escrituravam Custos, Receitas, adaptaram sua contabilização a períodos harmônicos em seu calendário. Suas origens ainda refletem na contabilidade no século XXI.

Diversos relatosconstatam também que, nos tempos bíblicos, havia diversas atividades de controle contábeis. Já no período Medieval, havia diversos estudos matemáticos que serviriam de base os sumérios e babilônios e, por fim, deixariam o mérito da Contabilidade para a Itália.



PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PROMOVIDAS PELA LEI 11.638/2007 e LEI 11.941/2009

Durante 32 anos a Lei 6.404 de 15/12/1976 regulamentouos aspectos societários e contábeis das Sociedades Anônimas e também serviu de referência para as demais sociedades.

Durante todos estes anos, tivemos várias leis que corrigiram e completaram a lei 6.404, porém a partir de dezembro de 2007 através da Lei 11.638/2007 e Lei 11.941/2009 profundas mudanças foram produzidas principalmente no que se refere ao conteúdo das DemonstraçõesFinanceiras a serem elaboradas pelas empresas brasileiras.

O principal objetivo da nova lei foi atualizar as regras contábeis brasileiras e aprofundar a harmonização destas regras com os pronunciamentos internacionais, em especial os emitidos pelo Conselho de Padrões da Contabilidade Internacional - IASB- International Accounting Standards Board, por meio dos Padrões de Relatórios Financeiros...
tracking img