Atps: conceitos e processos em publicidade e propaganda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1972 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ANHANGUERA EDUCACIONAL
FACULDADE COMUNITÁRIO DE LIMEIRA
COMUNICAÇÃO SOCIAL – PUBLICIDADE E PROPAGANDA

ATPS: Conceitos e Processos em Publicidade e Propaganda

LIMEIRA
2011

1. Quais eram as principais diferenças das propagandas dos anos de 1800, 1920, 1930, 1940, 1950, 1960, 1970, 1980 e 2000?
R: Desde a sua origem até os dias de hoje a propaganda passou por importantes e grandesmudanças acompanhando as necessidades mercadológicas que revolucionaram o mercado publicitário.
Na linha do tempo poderemos comprovar as diferenças que aconteceram na propaganda até os dias atuais.
Período de 1800 a 1930 a propaganda surgiu no Brasil em 1800, quando não existia os meios de comunicação. A propaganda esta marcado nas nossas orignes, os mascates, ambulantes e tropeiro foram osprimeiros publicitários, que saiam vendendo os seus produtos, foram os pioneros das vendas, nessa epoca não exisita cliente e sim freguês. E foi com Tiradentes, com os seus panfletos, cartazes e santinhos, que começa a primeira campanha.
No ano de 1900, as propagandas baseavam-se em temas como compra e venda de imoveis e até de escravos. Outro habito da mesma época era a utilização de políticos emmuitas propagandas. No começo do século, surgem as primeiras revistas, com a finalidade de promover os anúncios. Em 1914, surgiu a primeira agência em São Paulo a Eclética (razão social: Castaldi & Bennaton), que começou a incorporar alguns procedimentos baseados no modelo americano, com linguajar mais apurado e persuasivo. A crise de 1929 e as revoluções de 1930 e 1932, não abalaram a economia,paralisando a propaganda.
Na década de 40 as atividades foram a mais tumultuadas, problemas surgiram, a baixa demanda das campanhas publicitárias. Nos período de 1941 a 1945 a ano da guerra, a propaganda também sofreu nessa época que ficou conhecida como a das trocas comercias. O período de 1945 à 1950, nessa período o país procurou corrigir as falhas no desenvolvimento econômico e social pós guerra.Em 1950, o Brasil ficou marcado pela chegada da televisão, que revolucionou a vida dos brasileiros, como que aconteceu com o rádio.
Na decada de 1960 a 1970, foram muitos os acontecimentos que marcaram a propaganda brasileira na década de 60, alguns deles influenciaram bastante sua estrutura e fez da propaganda o que ela é hoje.Nesta época, agências norte-americanas ditaram as normas decriação. Algumas agências brasileiras seguiram. Em certos casos, a agência projetava um tom individual em diferentes campanhas, colocando a sua marca pessoal acima dos produtos e de seus clientes. Veio então a época mais japonesa (copiar, diminuir, baratear) que foi muito positiva, pois resultou em uma melhoria expressiva do ponto de vista de padrão criativo. Talvez com todas essas influências, fazendo umbalanço, pode-se dizer que tenha sido o marco de uma renovação de approach e linguagem, que se refletiu por esses últimos anos. Com a inauguração de Brasília, acreditava-se muito em uma descentralizada imediata, enfim na criação de um mercado nacional.
1980 a 1990 a década da maturidade, nos anos 80 não traria novas revoluções dos costumes, nem seria uma década de rompimento com nossosantepassados, seus dogmas, seus valores, como foram os anos 70. A década de 80 seria chamada de a década da consolidação do marketing no Brasil. Os anos 80 variam a sofisticação da técnica de planejamento, venda, distribuição e comunicação.
1990 a 2000 o início da era virtual o tinha ritmo acelerado da internet, o mundo interligado por uma rede anárquica, e sem dono, de computadores.

2. O que épublicidade e propaganda, e qual a importância para evolução dos Brasileiros?
R: Publicidade: É um termo que pode englobar diversas áreas de conhecimento que envolva esta difusão comercial de produtos, em especial atividades como o planejamento, criação, produção e veiculação de peças publicitárias em meios de comunicação necessaramente não pagos, para que possa se tornar publico. Ex: jornais e...
tracking img