Atores sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7898 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GARCIA, Sylvia Gemignani. Sociol. USP, S. Paulo, 8(2): 159-176, outubro Rev.1996. USP, A Paulo, 8(2): G O S. R T I Tempo Social; Rev. Cultura, dominação e sujeitos sociais. Tempo Social; de Sociol. 159-176, outubro de 1996.

Cultura, dominação e sujeitos sociais
SYLVIA GEMIGNANI GARCIA

RESUMO: Neste artigo, exponho algumas linhas mestras de uma abordagem que enfatiza a dimensão simbólicadas relações de dominação e a ambigüidade da consciência dominada na produção acadêmica brasileira recente. Em seguida, discuto a crítica ao irracionalismo dessa perspectiva analítica e delineio, em oposição à primeira, a crítica ao comprometimento de tal enfoque com diretrizes racionalistas de concepção dos sujeitos sociais. Finalizo a discussão indicando as potencialidades desse tipo deabordagem no cenário das reflexões contemporâneas sobre os sujeitos sociais e políticos.

UNITERMOS: cultura, dominação, sujeito, estrutura, ordem social, sociologia, antropologia, Brasil.

partir dos anos 60, um intenso movimento de questionamento teórico e metodológico dinamiza o campo da investigação científica dos fenômenos sociais. No bojo de um amplo processo cultural de crítica da sociedademoderna, que dá visibilidade aos limites e perversões da civilização ocidental em relação a seus próprios princípios e objetivos, constitui-se o mais recente momento de inflexão na história das ciências sociais, quando a vinculação entre simbólica e poder torna-se um dos traços distintivos do pensamento nessas disciplinas. Embora não se trate de caracterizar esse movimento de forma unívoca, não hádúvida que a questão das relações entre estrutura e sujeito configura-se como um de seus traços distintivos. Nesse âmbito, ele define-se pela articulação entre cultura e política, baseada na consideração da heterogeneidade social das representações e das experiências vividas, que se afirma contrapondo-se diretamente a um enfoque identificado pela prioridade analítica concedida às estruturas, àordenação nacional-institucional da

A

Professora do Departamento de Sociologia da FFLCH-USP 159

GARCIA, Sylvia Gemignani. Cultura, dominação e sujeitos sociais. Tempo Social; Rev. Sociol. USP, S. Paulo, 8(2): 159-176, outubro de 1996.

sociedade e à determinação objetivista das identidades, esta última associada à representação da ordem social em termos de uma sociedade do trabalho naqual as identidades definem-se em função de interesses determinados por posições estruturais. Caracteriza-se, assim, uma das configurações abrangentes através da qual o Ocidente contemporâneo distingue-se de um passado recente, recortando a modernidade em dois tempos e delineando os termos da problemática do sujeito na atualidade. No Brasil, essas transformações começam a tornar-se mais visíveisna produção acadêmica em fins dos anos 70, associadas a alguns fatores especificamente políticos. O mais evidente deles é a emergência, na mesma época, de novos fenômenos políticos na sociedade brasileira, isto é, o surgimento de movimentos sociais e reivindicatórios, no bojo do processo de “transição democrática”(cf. Magnani, 1981; Montes, 1983; Lopes, 1984 e Paoli, 1987). Além disso, é possíveldelinear uma correlação, como o faz Eder Sader, entre as mudanças intelectuais do fim da década de 70 e as derrotas sofridas por ocasião do golpe militar de 1964 e aprofundadas em 1968. Dessa ótica, os novos referenciais teóricos aparecem como um “efeito retardado e mais profundo das derrotas dos anos 60” (Sader, 1988, p. 33). que ganham visibilidade total em fins dos anos 70 quando movimentoscontestatórios dinamizam a cena política, enfraquecendo o sentimento generalizado de impotência produzido pela instauração do regime militar que dificultava a constatação da ocorrência de deslocamentos analíticos fundamentais. Cabe, entretanto, ressaltar que os novos referenciais teóricos afirmam-se em contraposição direta ao paradigma analítico então vigente, orientador de um tipo específico de...
tracking img