Ato inseguro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5598 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Artigos

Fábio de Oliveira2

A persistência da noção de ato inseguro e a construção da culpa: os discursos sobre os acidentes de trabalho em uma indústria metalúrgica1
The persistence of the notion of unsafe act and the construction of blame: the discourses on work accidents at a metallurgic industry

1

Artigo baseado na dissertação de mestrado A construção social dos discursos sobre oacidente de trabalho, defendida em 1997 no Departamento de Psicologia Social e do Trabalho do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, São Paulo-SP. Doutor em Psicologia Social. Psicólogo do Centro de Psicologia Aplicada ao Trabalho do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Docente da Faculdade de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Coeditor dosCadernos de Psicologia Social do Trabalho, São Paulo-SP. Apoio financeiro da Fapesp: processos 95/1718-2 e 1996/2062-6 (bolsa de mestrado)

Resumo
Acidentes de trabalho (ATs) são conseqüências das formas pelas quais as sociedades produzem suas condições de existência e constituem-se como objetos sociais a partir de construções teórico-práticas. Tem-se constatado a existência de concepçõescalcadas em fatores pessoais ou psicológicos que responsabilizam os trabalhadores pelos ATs. Investigou-se a presença dessas concepções nas práticas discursivas de trabalhadores, procurando identificar os repertórios interpretativos e seus aspectos retóricos e argumentativos via análise de discurso. Realizou-se estudo de caso de empresa metalúrgica com base em observações, conversas informais,levantamento de documentos e entrevistas confrontativas com 20 operários. Constatou-se a presença marcante, nos modos de compreensão dos ATs, da Teoria dos Dominós e a predominância das explicações pelos atos inseguros, sustentadas pela naturalização dos riscos e por práticas institucionalizadas de difusão. No entanto, a construção discursiva dos ATs acontece de maneira dilemática, existindo contradiçõesentre os diferentes repertórios interpretativos e a presença de eventos desnaturalizadores que produzem rupturas semânticas e manifestações de resistência. Assim, a pesquisa revelou aspectos polissêmicos e retóricos das práticas discursivas que atribuem significados aos ATs. Palavras-chaves: análise de acidentes, ato inseguro, culpabilização, discurso, psicologia social.

2

Abstract
Workaccidents (WA) are outcomes of the ways societies produce the conditions for their existence and become social objects by means of theoretical-practical constructions. Conceptions based on personal or psychological factors have been presented to blame workers for WA. We have investigated these conceptions in the workers’ discursive practices in an attempt to identify interpretative repertoires andtheir rhetoric and argumentative features. We conducted a case study at a metallurgic company. It was based on observations, informal conversations, evaluations of document, and interviews involving twenty workers. A pervasive presence of the Heinrich’s Dominoes Theory was observed in the patterns of understanding WA, and the predominance of explanations for unsafe acts supported by naturalizationof risks and by institutionalized transmission practices. Nevertheless, the discursive construction of the WA occurs in a dilemmatic way. We found contradictions among the different interpretative repertoires, as well as the presence of denaturalizing events; both of them produce semantic ruptures and manifestations of resistance. Thus, this research revealed polyssemic and rhetoric features ofthe discursive practices that attribute meanings to WA. Keywords: accident analysis, unsafe act, blaming, discourse, social psychology.

Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, São Paulo, 32 (115): 19-27, 2007

19

Introdução
O império heinrichiano Apesar dos avanços no campo da análise acidentológica (ALMEIDA, 2006; BINDER, ALMEIDA & MONTEAU, 1995; OSÓRIO, MACHADO & MINAYO-GOMEZ, 2005),...
tracking img