Atividade interdisciplinar individual unopar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1428 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS
DIEGO ANDRÉ MAFFEI PERUZZO

PORTIFÓLIO:
Atividade Interdisciplinar Individual

Caxias do Sul
2011

PORTIFÓLIO:
Atividade Interdisciplinar Individual

Trabalho apresentado ao Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas da UNOPAR - Universidade Norte doParaná.

Prof. Fábio Zanellato
Prof. Luis Claudio Perini
Prof. Roberto Nishimura
Prof. Simone Tanaka

Caxias do Sul
2011

Sumário

INTRODUÇÃO 4
ANÁLISE DE SISTEMAS- Documentação Caso de Uso 5
BANDO DE DADOS I - Modelo Entidade Relacionamento 6
Linguagens e técnicas de programação II 9
ENGENHARIA DE SOFTWARE - PROCESSOS ÁGEIS 10
REFERÊNCIAS 14

INTRODUÇÃO
Nesta atividade serãoexplicados os conceitos das disciplinas estudadas no módulo II.

ANÁLISE DE SISTEMAS- Documentação Caso de Uso
Número e Nome do caso de uso : UC001- Controlar Matrícula
Descrição : Este caso de uso tem como objetivo registrar a matricula do aluno.
Atores envolvidos: Secretária e Diretoria
Pré-condição: não tem
Pós-condição: não tem
Fluxo de tarefas: Quando o aluno chegar na escola asecretária, irá registrar a matricula do aluno no sistema, e a diretoria ira fazer o controle de matrículas.






BANDO DE DADOS I - Modelo Entidade Relacionamento
Entidades:é o conjunto de coisas relevantes para o que se quer representar ou armazenar de maneira concreta, geralmente é um substantivo.
A entidade é representada graficamente por um retângulo inteiramente nomeado nosingular.

Relacionamento: é a associação entre entidades, ou seja, é a ação ocorrida entre dois objetos relacionados. O relacionamento é representado graficamente através de um losango inteiramente nomeado e ligado a entidades através de linhas.



Atributo: é a característica da entidade ou até do relacionamento. O Atributo é representado graficamente através de uma elipseinternamente nomeado e ligado à entidade ou relacionamentos através de uma linha.

Cardinalidade: é a quantidade de ocorrências que uma entidade pode estar associada ou não. Cardinalidade é a 'regra de negócio' entre as entidades envolvidas no relacionamento. Porém, ainda se deve considerar a quantidade mínima e máxima dessa ocorrência.


DBA (Data Base Administrator): Sua função é controlar écontrolar a central de dados e os programas que irão acessar o banco de dados.
Responsável:
* pelos projetos lógicos e físicos;
* pela modelagem de dados;
* definição de estruturas
* armazenamento e métodos de acesso.


Modelo Conceitual: é a forma mais natural dos fatos e estão mais próximas da realidadedo ambiente do cliente. São mais fáceis de compreender, já que não há limitações ou aplicação de tecnologia específica.
Modelo lógico: já leva em conta algumas limitações e implementa recursos como adequação de padrão e nomenclatura. Define as chaves primárias e estrangeiras. deve ser criado levando em conta os exemplos de modelagem de dados criados no modelo conceitual.
Modelo físico: Nomodelo físico fazemos a modelagem física do modelo de banco de dados. Leva-se em conta as limitações impostas pelo SGBD escolhido e deve ser criado sempre com base nos exemplos de modelagem de dados produzidos no item anterior, modelo lógico.

Linguagens e técnicas de programação II

No WFA acima foi utilizado , o Label , a propriedade mais usada , onde colocamos o nome que aparecerá na telado nosso formulário (nesse caso , ‘Nome’).

ENGENHARIA DE SOFTWARE - PROCESSOS ÁGEIS

Programação eXtrema (XP, do inglês eXtreming Programming)
O método Programação eXtrema é uma proposta de desenvolvimento ágil e iterativa. O método XP propõe um processo leve, centrado no desenvolvimento iterativo e com a entrega constante de pequenas partes da funcionalidade do software. As partes devem...
tracking img