Atividade fisica para portadores de necessidades especiais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 9 (2211 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 18 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO
Este artigo tem como objetivo relacionar a sociodiversidade com a Educação Física. Analisando a importância da Atividade Física para os portadores de Deficiência Física, podendo levar a sociedade a discutir sobre a exclusão e inclusão social. Sabe-se que a participação do esporte influencia na sua saúde, comportamento e personalidade, reflete estes efeitos no ambiente esportivo e nassituações sociais em geral. Passa a tratar de um assunto em discussão na comunidade acadêmica e vem sendo trabalhado por vários organizadores.
Palavra-chave: Educação Física; Portadores de deficiência Física; Atividade Física; Inclusão social.
Introdução
Ao abordar a temática polêmica e delicada na sociedade atual, o direito à educação de pessoas que possuem algum tipo de deficiência, seja elavisual, auditiva, genética, mental, física, entre outras.
No contexto escolar constantemente presencia-se cenas de descaso, marginalização e discriminação de crianças portadoras de necessidades educacionais especiais e/ou deficientes. Estas atitudes contribuem para o baixo rendimento e a falta de auto-estima de crianças que de alguma forma sofrem esse tipo de preconceito. Cabe a nós profissionais deEducação Física conscientizar da existência deste problema dentro da sala de aula e começar a discutir e desenvolver atividades que envolvam o assunto.
A seguir abordaremos como decorre a situação da inclusão de pessoas portadoras de deficiência, um tema rico e que contribuiu para o aprofundamento de nossos conhecimentos nesta área da educação especial.
1. Portadores de necessidades especiaisSegundo dados da Organização Mundial de Saúde – OMS, aproximadamente 10% de qualquer população é portadora de algum tipo de deficiência. O Brasil possui atualmente cerca de mais de 180 milhões de habitantes, logo mais de 18 milhões de pessoas possuem algum tipo de deficiência.
1.1. QUEM SÃO?
São pessoas que apresentam significativas diferenças físicas, sensoriais ou intelectuais, decorrentes defatores inatos ou adquiridos, de caráter permanente, que acarretam dificuldades em sua interação com o meio físico, moral e material.
1.2. O QUE ELES PRECISAM?
Eles precisam exatamente das mesmas coisas que qualquer um de nós: dignidade, respeito, liberdade, educação, saúde, lazer, assistência social, trabalho e amparo. Direitos fundamentais e inalienáveis de todos os seres humanos.
DECRETO No3.298, de 20/12/1999.
Seção II – Do acesso à educação
Referente às escolas públicas e particulares diz:
“Art.24,25 e 26 – Que a pessoa portadora de deficiência capaz de se integrar tem direito a matricula, inserção no sistema educacional publico e particular, tendo como obrigatoriedade e gratuitamente os estabelecimentos de ensino público ofertar vagas para educação especial, acesso a benefíciosconferidos a alunos não portadores de deficiência, e o direito a educação especial em unidades hospitalares e congêneres”.
Das faculdades e cursos técnicos:
“Art. 27, 28,29 – Que tais instituições, deverão quando solicitadas previamente, oferecer adaptações de provas e apoios necessários para os alunos portadores de deficiência, visando suas limitações, oferecendo serviços especializados a fimde atender suas peculiaridades”.
Ao falar na inclusão de alunos portadores de necessidades especiais em sala de aula, duas constatações se fazem sentir que são expressas pela maioria dos professores:
Ignorância: Por não conhecerem adequadamente as características desse tipo de clientela, já que antes eram denominados “deficientes”.
Preconceito: Por reproduzirem a percepção estereotipada de quese trata de “gente diferente”, “doentes”, “inadequados”, “defeituosos” e outras expressões igualmente equivocadas, alimentada por mitos ou representações equivocadas sobre a natureza do problema dos portadores de necessidades especiais.
(Maria Teresa Égles, 1997)
Nos últimos anos, a preocupação com problema de exclusão social ganhou impulso, tendo o conceito tomado o lugar de muitos outros. A...
tracking img