Ativ.aprend.economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3088 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Aluno: Edson Tavares de Souza
Curso: Bacharelado em Administração Pública
Instituição: Universidade Federal de Uberlândia – EAD
Turma: Votuporanga I
Tutor; Eliane Cristina da Silva

Matéria: Introdução `Economia

Atividade de Aprendizagem – Capitulo 2 do Livro

Questão 1 – Faça um quadro síntese das principais escolas do pensamento econômico
QUADRO SÍNTESE – ESCOLAS ECONÔMICAS|
Escola | Ideais Defendidos | Período | Objetivos | Principais Defensores /Autores |
Mercantilista | Desenvolvido na Europa, na Idade Média, Defendia  o fortalecimento do estado por meio da posse de metais preciosos, do controle governamental  da economia e da expansão comercial. Priorizava as exportações e tomava medidas a coibir as importações. O mercantilismooriginou um conjunto de medidas econômicas diversas de acordo com os Estados. Caracterizou-se por uma forte intervenção do Estado na economia. Consistiu numa série de medidas tendentes a unificar o mercado interno e teve como finalidade a formação de fortes Estados Nacionais | século XVI a meados do XVII | A busca de uma balança comercial positiva, pois acreditavam que a riqueza de uma naçãose dava  pelo  acumulo de metais  preciosos( ouro e prata ). Impunham, dessa forma, restrições às Importações e inventivavam as Exportações. | Thomas Mun na Grã-Bretanha, Jean-Baptiste Colbert na França e Antonio Serra na Itália. Também sustentaram a mesma orientação , James Steuart e Josiah Child, assim como na França Jean Bodin e Antoine de Montchrestien. Em Portugal, as primeiras reformas domarquês de Pombal revelam sua filiação à teoria mercantilista |
Fisiocrata | Combatiam o Mercantilismo. A Escola Fisiocrata é definida cmo a CIÊNCIA da ordem natural, conforme DUPONT DE NEMOURS, que também disse: A ordem natural é a constituição física dada por Deus ao universo Segundo QUESNAY, as leis da ordem natural não restringem a liberdade do homem e são a melhor condição dessaliberdade. | Final do S´culo XVIII | emancipação da economia de qualquer dogma externo a ela mesma, isto é, sua independência de qualquer interferência proveniente de outros meios (Estado)   | François Quesnay é considerado o Pai da Fisiciocracia. Outro expoente é Jacques Claude Marie Vincent, marquês de Gournay  |
Clássica | A base da Escola Clássica, é o liberalismoeconômico, idéia, defendida pelos Fisiocratas. Esta Escola não acreditava na forma mercantilista de desenvolvimento  e sim na concorrência que impulsiona o mercado e consequentemente, faz girar a economia. Prega a não intervenção do Estado nas políticas econômicas e a mais ampla liberdade individual. centra suas reflexões nas transformações do processo produtivo, trazidas pela Revolução Industrial | Opensamento clássico  se desenvolve na segunda metade do século XVIII e no século XIX | A economia deve ser regida pela livre concorrência | Adam Smith e J.S. Mill. . Além de Smith e Mill, os principais responsáveis pela formação da economia clássica foram o francês Jean-Baptiste Say (1767-1832), David Ricardo e Robert Malthus (1766-1834). |
Marxista | Veio para desafiar osfundamentos da Teoria Clássica. Teve sua origem na Teoria do Valor, exposta por David Ricardo. Na teoria Marxista, foi postulado que o valor de um bem é determinado pela quantidade de trabalho socialmente necessário para a produção desse bem. Segundo Marx, o lucro não se realiza por meio da troca de mercadorias, que se trocam geralmente por seu valor, mas sim em sua produção. Os trabalhadores não recebemo valor correspondente a seu trabalho, mas só o necessário para sua sobrevivência.   Tem por base também, a Tepra da Mais Valia. Marx alterou alguns fundamentos da Economia Clássica, estabelecendo uma distinção entre valor de uso e valor de troca: Valor de Uso: Representa a utilidade que o bem proporciona à pessoa que o possui Valor de Troca: Este exige um valor de uso, mas não depende dele...
tracking img