Atendimento educacional especializado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1163 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
POLÍTICA NACIONAL DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA –
ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO ( AEE)

Apresentar o Papel da
Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva;

Possibilitar a compreensão do
Atendimento Educacional Especializado enquanto organização da Educação Especial

Ajuste da sociedade de forma que ela se torne acolhedora e responsiva àsnecessidades de todos e de cada um dos cidadãos

  

Educação Inclusiva é um direito humano Educação Inclusiva significa combater a exclusão

Educação Inclusiva implica em aumentar a participação no processo educacional Educação Inclusiva significa respeitar e celebrar a diversidade




Educação Inclusiva não diz respeito somente às pessoas com deficiência

Segregação –Paradigma de Institucionalização. Integração - Paradigma de Serviços. Inclusão - Paradigma de Suporte.

SEGREGAÇÃO


Modelo assistencialista no qual a instituição tinha caráter de internato e as pessoas eram retiradas do convívio familiar e social para viver em instituições asilares.

INTEGRAÇÃO A LDB 4024/61, no seu artigo 88 previa que “a educação de excepcionais de ve, no que for possível,enquadrar- se no sistema geral de educação, a fim de integrá-los na comunidade”.  Os alunos freqüentavam a escola regular, mas permaneciam, grande parte do tempo, em classes especiais, nas quais existiam professores especializados, que acabavam por ser responsáveis pela educação do aluno. INCLUSÃO A Constituição de 1988 afirma que “a educação é direito de todos e dever d o estado e da famí lia”,devendo ser “promovida e incentivada com a colaboração da sociedade ” (art. 205).


Para uma inclusão efetiva é preciso: Parceria entre família, escola e instituição especializada; Apoio das instâncias públicas.

.

Formação das novas gerações tendo a diversidade como direito

Transmissão e veiculação de saberes e valores sociais com qualidade social – para todos.
Rompimento com alógica da exclusão

     

Declaração Universal dos Direitos Humanos – 1948 Constituição Federal – 1988 Conferência Mundial sobre Educação para Todos – Jomtien – 1990 Declaração de Salamanca – 1994 Convenção de Guatemala – 1999 – no Brasil Decreto 3956/2000 Resolução n.2/2000- Diretrizes Nacionais da Ed. Especial

Reconhecer e responder às necessidades diversas de seus alunos, acomodandoambos os estilos e ritmos de aprendizagem e assegurando uma educação de qualidade:  Currículo apropriado;  Arranjos organizacionais;  Estratégias de ensino e uso de recursos;  Parcerias com a comunidade


 

RESOLUÇÃO CNE/CEB 2001

Diretrizes nacionais para educação Especial na E ducação Básica:  O atendimento escolar terá início na educação infantil ; Educação especial como suportequando necessário;  Art 2º os sistemas de ensino devem matricular todos os alunos,cabendo às escolas organizar para o atendimento aos educandos com NEE.  O PAPEL DA INSTITUIÇÃO ESPECIALIZADA

Artigo 24
Estabelece que os Estados Parte devem assegurar um sistema de educação inclusiva em todos os níveis de ensino, em ambientes que maximizem o desenvolvimento acadêmico e social compatível com ameta de inclusão plena, adotando medidas para garantir que:  As pessoas com deficiência não sejam excluídas do sistema educacional geral sob alegação de deficiência;  as crianças com deficiência não sejam excluídas do ensino fundamental gratuito e compulsório, sob alegação de deficiência;

 As pessoas com deficiência possam ter acesso ao ensino fundamental inclusivo, de qualidade e gratuito,em igualdade de condições com as demais pessoas na comunidade em que vivem

Pela primeira vez as pessoas com deficiência colocavam-se a frente do processo de luta pela cidadania, que gera uma maior amplitude do movimento.  Em termos educacionais, a Convenção estabelece uma articulação com o movimento mais geral da sociedade do direito de todos à educação de qualidade social.  Assim,...
tracking img