Atb fratura exposta

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (432 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ANTIBIÓTICOS EM FRATURAS EXPOSTAS

Por definição: toda fratura que apresente exposição óssea direta ou de seu hematoma com o meio ambiente é considerada exposta e requer tratamento como tal.

O usoprecoce de antibióticos é capaz de diminuir a incidência de complicações agudas decorrentes da fratura exposta (celulite, deiscência da feriada, osteomielite aguda, retardo da consolidação).

Aadministração de antibióticos a pacientes com fratura exposta deve fazer parte de um protocolo de irrigação, debridamento e estabilização cirúrgica da fratura mas nunca como medida isolada.

É fundamental aadministração precoce de antibióticos principalmente naqueles pacientes nos quais o tratamento em ambiente cirúrgico será postergado ( transferência para hospital de referencia, condições clinicas,realização de exames complementares)

Nos Estados Unidos, adesão de 100% à antibiótico profilaxia em fraturas expostas, é um dos muitos critérios para acreditação hospitalar.



Fratura exposta I - II- IIIA: a)Cefalotina 1g EV precoce e depois a cada 6hs por 24 - 48 hs; b)Alergia a beta- lactâmicos: Clindamicina 600mg precoce e depois 600mg a cada 8 horas durante 24 – 48 hs. Associar gentamicina1,5mg/ kg na classe IIIA.


Fratura exposta III B - C: a)Cefalotina 1g EV + Gentamicina 1,5mg/ kg precoce e depois Cefalotina 1g a cada 6 horas + Gentamicina 3,0mg/ kg monodose por 72hs; b)Alergia abeta- lactâmicos: Clindamicina 600mg precoce + Gentamicina 3mg/ kg monodose, depois Clindamicina 600mg a cada 8 horas + Gentamicina monodose por 72 hs.

PROFILAXIA DO TÉTANO

|História de Imunizaçãocontra tétano |Ferimento limpo ou superficial |Todos os outros ferimentos* |
| |Vacina |Imunoglobulinahumana |Vacina |Imunoglobulina humana |
| | |antitetânica | |antitetânica...
tracking img