Assasa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1420 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E AGRÁRIAS
CAMPUS IV - CATOLÉ DO ROCHA
ESCOLA AGROTÉCNICA DO CAJUEIRO
DISCIPLINA: NUTRIÇÃO ANIMAL
PROFESSOR: FELIPE QUEIROGA CARTAXO



Aditivos na alimentação de monogástricos


1. Conceito
Os aditivos alimentares ou microingredientes de alimentação são definidos como “substâncias intencionalmente adicionadas aoalimento/ração com a finalidade de conservar, intensificar ou modificar suas propriedades desde que não prejudique seu valor nutritivo.


Para que uma substância seja classificada como aditivo (microingrediente) de alimentação, certos princípios devem ser atendidos, como:
- Melhorar o desempenho zootécnico dos animais;
- Ser atuante em pequenas dosagens;
- Devem permitir a manutenção daflora gastrintestinal normal;
- Não devem ser tóxicos aos animais e aos seres humanos nas dosagens recomendadas;
- Não devem apresentar efeitos deletérios ao ambiente;
- Não podem ser mutagênicos ou carcinogênicos.

Nova regulamentação do MAPA, a Instrução Normativa No.13 de 30/11/04, segundo orientações do Codex Alimentarius, as categorias de aditivos passam a ser:

Aditivos nutricionaisEx. vitaminas, provitaminas, microminerais, aminoácidos, uréia pecuária etc..



Aditivos tecnológicos
Ex. acidificantes, adsorventes, aglomerantes, antiaglomerantes, antioxidantes, antiumectantes, conservantes, desodorizantes, estabilizantes, umectantes etc..

Aditivos sensoriais
Ex. corante e pigmentantes, aromatizantes, palatabilizantes etc..

Aditivos zootécnicos
Ex. enzimas,probióticos, prebióticos, simbióticos, promotores de crescimento etc..

Aditivos de saúde
Ex. antibióticos, anticoccidianos, anti-helmínticos
etc..

1. Aditivos tecnológicos

a. Acidificantes
- Acidificantes são ácidos orgânicos ou inorgânicos adicionados à dieta para reduzir o pH do trato digestivo com o objetivo de facilitar a digestão e controlar a flora microbiana.
- Essa redução de pH noestômago pode reduzir a proliferação de patôgenos;
- Os ácidos orgânicos e inorgânicos podem aumentar a conservação dos ingredientes e rações.

b. Adsorventes
- Os adsorventes são substâncias que não são absorvidas no trato gastrintestinal, ligando-se quimicamente a micotoxinas, desativando-as e promovendo o seu transporte ao longo do trato gastrintestinal até a sua excreção.

c.Aglutinantes
- Os aglutinantes são substâncias naturais ou artificiais que auxiliam e melhoram o processo de peletização das rações promovendo maior produtividade, aumento da qualidade e durabilidade dos peletes.
- A bentonita é uma argila natural, do tipo montimorilonita, que consiste em um aluminosilicato de três camadas.

d. Antioxidantes
- O processo de oxidação lipídica pode ocorrer a qualquermomento em óleos e gorduras dietéticos.
- Fatores envolvidos com o processamento dos alimentos, tais como umidade e calor,
podem acelerar a oxidação.
- Antioxidantes podem ser definidos como substâncias usadas para preservação do alimento, retardando a sua deterioração, rancificação e perda de coloração devido a oxidação.

e Conservantes
- São substâncias que têm por finalidade inibir oucontrolar o crescimento bacteriano em ingredientes e rações.
- Ácido propiônico e formaldeído são os conservantes mais usados.

2. Aditivos sensoriais
a. Corantes
- São substâncias que conferem ou intensificam a cor dos produtos destinados à alimentação animal.

b. Pigmentantes
- São substâncias naturais ou sintéticas adicionadas aos produtos destinados à alimentação animal com a finalidade deintensificar a coloração dos produtos animais para consumo.
- Os pigmentantes mais usados são o Carophyll-amarelo em frangos de corte e poedeiras para melhorar a pigmentação da carcaça e da gema do ovo.
- Além da Citranaxantina, usada nas rações de frango de corte de acordo com os pigmentantes naturais da ração (carotenóides).

c. Aromatizantes/Palatabilizantes
- Os aromatizantes são...
tracking img