Asfalto CBUQ

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 11 (2693 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 7 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Infra-estrutura
Pavimentação Rodoviária
Pavimentação com Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ)
DEFINIÇÃO

MÉTODO EXECUTIVO

CRITÉRIOS DE CONTROLE

MEDIÇÃO E PAGAMENTO

2
2.03
2.03.13
DOCUMENTOS

de 75 a 150 segundos, Saybolt-Furol (DNER-ME
004).
Recomenda-se,
preferencialmente,
a
viscosidade de 85 a 95 segundos.
A temperatura do ligante deverá estar entre 107 °C
e 177°C.

01. DEFINIÇÃO
Consiste na aplicação na pista de concreto
betuminoso usinado a quente (CBUQ).
A mistura será aplicada sobre a superfície
imprimada e/ou pintada, de tal maneira que, após a
compressão, produza um pavimento flexível com
espessura e densidade especificadas em projeto.

A temperatura de aplicação do alcatrão será aquela
na qual a viscosidade “Engler” (ASTM D 1665)situa-se em uma faixa de 25 ± 3. A mistura, neste
caso, não deverá deixar a usina com temperatura
superior a 106 °C.

O concreto betuminoso poderá ser empregado
como revestimento, base, regularização ou reforço
do pavimento.

O espalhamento será efetuado por vibroacabadoras.
Caso ocorram irregularidades na superfície da
camada, as correções serão feitas pela adição
manual de concretobetuminoso, sendo esse
espalhamento executado por meio de ancinhos e
rodos metálicos.

Terminologia
Concreto Betuminoso Usinado a Quente
Mistura executada em usina apropriada, com
características específicas, composta de agregado
mineral graduado, material de enchimento (filler) e
ligante betuminoso, espalhada e comprimida à
quente. Na usina, tanto agregados como ligante
são previamenteaquecidos para depois serem
misturados.

Imediatamente após a distribuição do concreto
betuminoso, será iniciado o processo de rolagem
para compressão. A temperatura de rolagem deverá
ser a mais elevada que a mistura betuminosa possa
suportar,
sendo
esta
temperatura
fixada
experimentalmente para cada caso.
A temperatura recomendável, para a compressão
da mistura, é aquela na qual oligante apresenta
uma viscosidade Saybolt-Furol (DNER ME 004), de
140 ± 15 segundos, para o cimento asfáltico, ou
uma viscosidade específica, “Engler” (ASTM-D
1665), de 40 ± 5, para o alcatrão.

02. MÉTODO EXECUTIVO
Transporte do Concreto Betuminoso
O concreto betuminoso produzido deverá ser
transportado, da usina ao ponto de aplicação, em
caminhões basculantes apropriados.
Quando necessário,para que a mistura seja
colocada na pista à temperatura especificada, cada
carregamento deverá ser coberto com lona, com
tamanho suficiente para proteger todo o material.

Caso sejam empregados rolos de pneus, de pressão
variável, inicia-se a rolagem com baixa pressão (60
lb/pol²), e aumenta-se em progressão aritmética, à
medida que a mistura betuminosa suporte pressões
mais elevadas. Apressão dos pneus deve variar a
intervalos periódicos (60, 80, 100, 120 lb/pol²),
adequando o número de passadas de forma a
atingir o grau de compactação especificado.

Serviços Preliminares
Tendo sido decorridos mais de sete dias da
execução da imprimação, tendo havido trânsito
sobre a superfície imprimada, ou tendo sido a
imprimação recoberta com areia, pó-de-pedra, etc.,
deverá serfeita uma pintura de ligação.

A compressão será iniciada pelos bordos,
longitudinalmente, continuando em direção ao eixo
da pista. Nas curvas, de acordo com a
superelevação, a compressão deverá começar
sempre do ponto mais baixo para o mais alto. Cada
passada do rolo deverá ser recoberta, na seguinte,
de pelo menos a metade da largura rolada. Em
qualquer caso, a operação de rolagem seguiráaté o
momento em que seja atingida a compactação
exigida.

Distribuição e Compressão da Mistura
A temperatura de aplicação do cimento asfáltico
deverá ser determinada para cada tipo de ligante,
em função da relação temperatura/viscosidade. A
temperatura conveniente é aquela na qual o asfalto
apresenta uma viscosidade situada dentro da faixa
1

Infra-estrutura
Pavimentação...
tracking img