Asdfasdf

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1140 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Mecânica dos Solos - Capítulo II
Classificação, Compacidade e Consistência dos Solos.
1 – Classificação Unificada:
É um sistema internacional visando o agrupamento dos solos a partir de sua granulação e origem geológica, com o objetivo de atribuir denominações típicas que estejam associadas a expectativas de comportamento;
A- Solos de Granulação Grossa (Pedregulhos e Areias)
Quando50%, ou mais, em peso de seus grãos “ficam retidos” na # 200 (0,075mm)

B- Solos de Granulação Fina (Argilas e Siltes)
Quando 50%, ou mais, em peso de seus grãos “passam” na # 200 (0,075mm)

C- Solos Altamente Orgânicos (Turfas, Sedimentos Marinhos, etc)
Provenientes da decomposição de vegetais ou organismos marinhos.
2 – Compacidade dos Solos Grossos:
Nos solos grossos os maisfortes determinantes do seu comportamento do aspecto da engenharia , em termos de resistência , compressibilidade e permeabilidade são a Compacidade e a Distribuição Granulométrica.
Na natureza, os solos podem ser encontrados em diferentes arranjos que incorporam maiores, ou menores, porcentagens de vazios:
Distribuição Cúbica: Distribuição Romboédrica:
n = 47,60 % e= 0,91 n = 26,00 % e = 0,35
n = porosidade (Vv/ V) e = índice de vazios (Vv/Vs)
Para quantificarmos o estado de compacidade de um solo grosso, se usa definir a Compacidade Relativa (CR).
CR = (e máx – e natural) / (e máx – e mín)
Sendo: e max = índice de vazios do estado mais fofo do solo
e min = índice de vazios doestado mais compacto do solo
e natural = índice de vazios do estado natural do solo (como é encontrado “in situ”)
CR % (0 – 15) (15 – 50) (50 – 70) ( 70 – 85) ( 85 – 100) Denominação: (muito fofo) (fofo) (medianamente- (compacto) (muito-
-compacto) -compacto)
3 – Composição Granulométrica dos Solos
Os solos são formados por partículas de diversos tamanhos, misturadas na massa dos grãos; boas partes das propriedades de engenharia estão vinculadas às proporções relativas com que ocorrem as diversas frações de granulação.
Para determinar a composição granulométrica são usados dois processos,que se completam:
- Análise mecânica por peneiramento para solos de até 0,075mm
- Análise por sedimentação usando o densímetro para fração mais fina que 0,075mm

3.1– Representação Gráfica da Composição Granulométrica
Com os resultados das análises granulométricas por peneiramento e por sedimentação, podem-se representar as porcentagens acumuladas dos grãos de diversos tamanhos.
Procurou-sedar uma identidade a um solo por intermédio de sua curva granulométrica.
A curva indica para cada “diâmetro” de grão qual a porcentagem em peso do solo que possui grãos maiores ou menores. A curva é representada em gráfico semi-logarítmico, onde em abscissa constam os logaritmos dos tamanhos das partículas e, em ordenadas, à esquerda a porcentagem acumulada em peso do solo que é maior que umdado diâmetro (porcentagem retida) e, à direita, a porcentagem acumulada em peso do material que é menor que um dado diâmetro (porcentagem que passa).
3.2 - Parâmetros obtidos nas Curvas Granulométricas
De = D10 = Diâmetro Efetivo: É o diâmetro tal que o peso de todos os seus grãos menores é igual a 10% do peso total da amostra.
D10 é uma informação importante para o estudo do fluxo d’água emmassas arenosas, pois a água filtra pelos vazios do solo, e é a fração mais fina (D10) que define a permeabilidade do solo.
D60 = É o diâmetro tal que o peso de todos os seus grãos menores é igual a 60% do peso total da amostra.
Coeficiente de Uniformidade “U”
U = (D60 / D10)
Um solo que possui todas as partículas do mesmo tamanho (uniforme) tem U = 1
Um solo com grande...
tracking img