As treze colonias americanas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1237 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Independência das treze Colônias Americanas
O movimento de independência dos Estados Unidos inaugurou a falência do regime colonial na América e influenciou, com seus ideiais, o crescimento da maior revolução da história ocidental: a Revolução Francesa.Para entender o momento histórico que culminou na declaração da independência das 13 colônias inglesas na América, em 4 de julho de 1776, porThomas Jefferson, é preciso, entretanto, compreender a colonização inglesa.Antes da Independência, os EUA era formado por treze colônias controladas pela metrópole: a Inglaterra. Dentro do contexto histórico do século XVIII, os ingleses usavam estas colônias para obter lucros e recursos minerais e vegetais não disponíveis na Europa. Era também muito grande a exploração metropolitana, com relação aosimpostos e taxas cobrados dos colonos norte-americanos.
Colonização dos Estados Unidos
Para entendermos melhor o processo de independência norte-americano é importante conhecermos um pouco sobre a colonização deste território. Os ingleses começaram a colonizar a região no século XVII. A colônia recebeu dois tipos de colonização com diferenças acentuadas:
No século 16, Portugal e Espanha eramas mais importantes potências da Europa, detentoras da descoberta do Novo Mundo. A preocupação mercantilista motivou a exploração do novo continente em busca de produtos tropicais e, principalmente, de metais preciosos. Os territórios considerados menos valiosos aos interesses ibéricos foram relegados, propiciando a investida dos países marginalizados pelo Tratado de Tordesilhas nessasregiões.Coube à Inglaterra, no século 17, a colonização da costa litorânea atlântica do atual território dos Estados Unidos. A formação das 13 colônias inglesas da América processou-se de forma bastante diferente dos interesses ibéricos que visavam, primordialmente, à exploração de riquezas naturais para o abastecimento de seus mercados. A conturbada situação política e religiosa da Inglaterra nesse período,marcada por violentas perseguições, provocou a fuga de dissidentes puritanos que buscavam na América uma nova atmosfera e uma oportunidade de enriquecimento. Assim, fundaram no norte dos EUA a Nova Inglaterra.
Criou-se ali uma cultura de subsistência, baseada na pequena propriedade, usando mão-de-obra livre e assalariada. Já a colonização do sul, propícia para a produção de gêneros tropicais,deu-se em bases mercantilistas, buscando atender às necessidades da metrópole caracterizada. No sul, prevaleceram o latifúndio, a monocultura e o trabalho escravo.
Apesar das diferenças entre as colônias do norte e do sul, as 13 colônias tinham certa dose de autonomia, com governadores eleitos pela população local. As colônias tinham liberdade absoluta umas em relação às outras e apresentavam-se aopoder real da Inglaterra totalmente separadas. O comércio se desenvolveu e ultrapassou as fronteiras. Peixe, madeira, gado eram vendidos nas Antilhas, de onde eram comprados o melaço e o rum. A bebida era posteriormente trocada na África por escravos para as colônias do Sul.
As treze colônias autônomas : A geografia do continente norte-americano influenciou o desenvolvimento econômico dascolônias. O Norte, com um clima ruim, rios estreitos e pouco propícios à navegação, solo árido e pedregoso, não conheceu um desenvolvimento agrícola. Seus habitantes voltaram-se para a pesca e posteriormente para a exploração de madeira.

No Centro e no Sul, os montes Apalaches se afastam progressivamente do litoral. As duas regiões possuem planícies de solo fértil que, auxiliado por verões quentes einvernos amenos, favoreceu a agricultura. Assim, nas quatro colônias do Centro, além da navegação, da pecuária e de um bem-sucedido comércio de peles, desenvolveram-se as culturas de trigo, cevada e centeio.

Ao sul, a partir da Virgínia, predominaram as grandes plantações de tabaco, arroz, anil e algodão. Eram grandes fazendas monocultoras, com exploração da mão-de-obra de escravos negros...
tracking img