As transformações das primeiras décadas do século xx

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3710 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
História A


As transformações das primeiras décadas do século XX


UM NOVO EQUILÍBRIO GLOBAL


A geografia política após 1ªGuerra Mundial



A Primeira Guerra Mundial foi impiedosamente destrutiva para a maioria dos países da Europa, tanto para aqueles pertencentes à Tríplice Aliança como para aqueles da Tríplice Entente, as principais forças que se debateram no conflito. Em 1918,a Alemanha foi praticamente encurralada pela milícia dos Aliados e não teve outra opção senão render-se. Foi então que, a 11 de novembro de 1918, se decidiu assinar o Armistício de Compiègne, que serviria como uma espécie de introdução ao Tratado de Versalhes.

Contudo, e antecipado a esses documentos, já tinha surgido outro, redigido pelo Presidente Norte-americano, W. Wilson que, denunciandocomo desumana tal forma de fazer guerra – causa de danos nas vidas e nos bens dos cidadãos –, assinalava uma forma de fazer uma paz sem vencedores nem vencidos, deixando, assim, resolvidos os anteriores problemas de maneira a que nunca mais pudesse existir outra guerra posterior. O seu plano de catorze pontos propunha acabar com as disputas coloniais, a autodeterminação dos povos submetidos pelaEuropa, a proibição dos tratados internacionais secretos (diplomacia transparente), a liberdade dos mares e das trocas comerciais entre os EUA e a Europa, a limitação dos armamentos e, o que constituía a maior originalidade, a criação de um organismo internacional – a Sociedade das Nações – que impediria novas confrontações entre os Estados.

Foi somente no ano seguinte, em 1919, e apesar dadificuldade em definir consensos, surgiram os acordos de paz, entre eles: o Tratado de Versalhes (28 de junho), o de Saint-Germain-en-Laye, o de Trianon, o de Neuilly e o de Sèvres, assinados com a Alemanha, a Áustria, a Hungria, a Bulgária e o Império Otomano, respetivamente, e que redecretavam uma nova conceção dos mapas geográficos e políticos europeus, isto é, uma nova ordem internacional.Politicamente, divulgados os tratados e deposto regime czarista na Rússia, outras regiões constituintes dos vários Impérios – Alemão, Austro-Húngaro, Otomano – reivindicam a sua independência e autonomia, proliferando os estados-nação, como é o caso da Finlândia, da Estónia, Letónia, Lituânia, Polónia, Checoslováquia, Jugoslávia e Hungria. O choque armado contribuiu, deste modo, para a queda dosImpérios de cunho clássico, autoritários e personalizados, e para a ampliação do sistema democrático parlamentar, o qual vigorou durante algum tempo nestes novos países. Por outro lado, a França, a Itália, a Dinamarca e a Grécia, vêm alargados os seus domínios territoriais, preenchendo o lugar da Alemanha, da Áustria e da Turquia, as principais perdedoras do conflito. E, como se não bastassem asperdas geográficas e económicas, como sendo a perda de população, de mão de obra, das colónias, da frota de guerra e mercante e das minas de Sarre, os Aliados decidiram retirar à Alemanha o seu poder militar.



Depois da paz reestabelecida e de punidos os vencidos, “responsáveis” da guerra, a Europa resolveu finalmente concretizar o projeto proposto pelo Presidente Wilson, a Sociedade (ouLiga) das Nações, que viria a pôr em prática esta nova ordem internacional prometida, assente no direito dos povos a disporem de si próprios e no respeito pelos seus Estados soberanos, na autonomia e no espírito democrático progressivamente evoluído.

No entanto, tal projeto concluiu em fracasso, embora tenha emergido de uma intenção positiva, como um instrumento de esperança e de harmonia pacíficaentre os estados-membros. Com sede em Genebra, a SDN possuía uma Assembleia Geral, onde se reuniam regularmente os representantes de cada um dos países. Havia igualmente um Conselho, um Secretariado e outros organismos importantes, como o Tribunal Internacional de Justiça, que tencionava instituir um clima de equidade entre todos, o Banco Internacional, a Organização Internacional do Trabalho e...
tracking img