As principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira e seus pressupostos de aprendizagem delcio barros da silva 1. introdução o objetivo deste artigo é

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1092 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A inclusão da chamada questão social na agenda pública desde a modernidade até seus desdobramentos mais atuais constituiu-se no fio condutor do artigo. Procurou-se mostrar que um dos sentidos da modernidade é exatamente a inversão radical entre o significado do público e do privado, ensejando o alargamento do espaço público. A modernidade, longe de estar associada a um determinado modelocapitalista-burguês, projeta-se como uma reinvenção dos direitos, da cidadania e da experiência democrática contemporânea. Nessa trajetória, o processo de individualização foi visto como fator crucial para a compreensão da ideologia das sociedades modernas e, paradoxalmente, da própria emergência das ciências sociais. A concepção individualista, enfatizando a especificidade da representação moderna dosocial, isto é, sua característica de sociedade auto-instituinte, permite a compreensão ampliada do domínio público. Nesse sentido, a polarização ideológica entre as concepções liberal (favorável ao individualismo) e marxista (vinculada às representações holísticas do social), deve ser revista, inclusive, porque repercute no próprio instrumental analítico das ciências sociais.
Palavras-chave QuestãoSocial; Direito; Cidadania; Política Pública
 A cidadania, apesar de sua estreita relação com a ideologia individualista moderna, deve ser abordada como uma experiência histórica, cujo aparecimento remete à Antigüidade grega. Desde o seu início, caracteriza uma relação entre iguais, e destes com o poder. Assim, só ganha existência como medida de igualdade e de convivência coletiva dentro de umacomunidade política composta de sujeitos portadores de direitos. Constitui-se, dessa forma, em pré-requisito indispensável para inclusão e participação na vida pública. Assim, a cidadania não pode ser representada como instituição da moderna sociedade de classes - como formularam apressadamente algumas análises de inspiração marxista. Na verdade, é inseparável da noção de igualdade sócio -política, presente de forma restrita ou ampliada em todas as sociedades. De qualquer maneira, e em suas múltiplas dimensões, a cidadania é um meio de proteção e uma condição para o exercício dos direitos.
Visando escapar dos esquemas interpretativos simplistas, trata-se, portanto, de analisar a trajetória dos direitos em suas dimensões clássicas: civil, política e social. Assim, a questão inicial é dadapela proclamação e institucionalização dos chamados direitos civis, através de seu significado simbólico de ruptura com a representação política dominante. Diz respeito a uma inversão na representação da relação política que até então situava no alto o governante e em baixo o governado, o dominante em relação ao dominado, o príncipe em relação aos súditos, o Estado em relação aos cidadãos.
Anoção de igualdade, apropriadamente enfatizada por Marshall, aparece como característica fundamental dos direitos e deveres da cidadania. Compreende um aspecto simbólico e uma motivação política básica, já que a igualdade só existe como representação de sujeitos sociais que se reconhecem como iguais em direitos.
Assim, a cidadania deve ser compreendida como uma invenção imaginária fundamental em tornoda qual se dá o conflito social moderno, como nos mostrou Dahrendorf (1992) em trabalho recente.
Além disso, como vimos, se os direitos da cidadania moderna são inseparáveis da concepção individualista, porque prerrogativas exercias individualmente, no plano político, a problemática dos direitos envolve freqüentemente a constituição de atores coletivos.
Em oposição à trajetória traçada porMarshall, que não enfatiza o aspecto conflitivo, não cumulativo e tampouco linear dos direitos de cidadania, devemos resgatar a centralidade da ação política e, portanto, da conformação de interesses e atores sociais, para o desdobramento e conquista de outros aspectos envolvidos no conflito social moderno.
Se o exercício do direito político e sua extensão para o conjunto da população, através do...
tracking img