As origens da ansiedade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1034 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
As Origens da Ansiedade
Você já se perguntou por que você se sente completamente fora de controle quando você está ansioso?

Quase como um ser primitivo ou algo assim? Bem, é porque - em sua essência - você ainda é um homem/mulher das cavernas.

Pense nisso: se você tirar sua casa, energia elétrica, comida enlatada, carro, celular, e todos os outros aparelhos modernos, você não é nada maisdo que um macaco semi-calvo, apesar de ter uma boa aparência.

Veja que, nos últimos 200 mil anos os seres humanos não mudaram tanto assim. Na verdade, com exceção de algumas adaptações comportamentais importantes aproximadamente 50.000 anos atrás, somos fundamentalmente os mesmos.

Eu sei, é meio difícil de acreditar, não é? Quer dizer, se você tirasse do mundo a enegia elétrica e as leis,onde estaríamos? Embora a questão possa parecer sem importância, quando você se sentar e pensar sobre isso, isso explica muita coisa sobre o quão perto nós realmente estamos dos nossos ancestrais.
Eu acho que nós tendemos a esquecer de onde viemos e o que realmente somos, porque é desconfortável para nós pensarmos em nós mesmos como nada menos do que, algo especial.

Mas é o homem das cavernasdentro de você que realmente conta a história sobre o motivo da ansiedade ser uma parte tão importante de você. E se você ignorar essa parte de si mesmo, acho que você perde uma grande oportunidade de dar um passo proverbial para trás e entender as coisas sob outra perspectiva.

Então, vamos começar com uma visualização para nos ajudar a vermos como os povos da caverna nos ajudaram adesenvolvermos a nossa ansiedade.
Imagine-se por um minuto na idade da pedra, com “casacos” feitos da pele de outros animais e tudo mais. Você está à caça de comida, mas você também poderia muito bem se transformar no “almoço” de outros animais, ao mesmo tempo.

Você acha que já viu lugares perigosos?! Tente-se imaginar no final da era Cenozóica, sem armas ou nem mesmo ferramentas de ferro! Este tipo deambiente perigoso foi o que levou os seres humanos a desenvolverem um senso de perigo. Sem ele, nós não teríamos sobrevivido.

Como resultado, ao longo dos últimos milhares de anos, o senso de perigo desenvolveu um “sistema de alarme”. E você sabe muito bem como ele funciona, porque você vê esse sistema de alarme funcionando toda vez que você entra em pânico ou se sente desconfortável/com medocom alguma coisa.

O que eu estou chamando de “sistema de alarme” é, na verdade, a “resposta de luta ou fuga” (conjunto de mudanças bioquímicas que nos preparam para lidar com as ameaças.). E além disso afetar o modo como nossos corpos reagem ao estresse e ao perigo, também influencia a forma como pensamos. E aí está o motivo de eu estar escrevendo sobre isso.

Para me ajudar a explicar comoesse sistema afeta os nossos padrões de pensamento, eu vou usar um exemplo do livro de Daniel Gardner, “A Ciência do Medo”. Nele, Gardner dá uma explicação genial de como o processo do pensamento humano pode ser dividido em dois campos rivais: sentimento e razão, ou o que Gardner chama de Gut e Head.

GUT

Se você pudesse ter o Gut sob controle, toda a sua ansiedade anormal acabaria, porqueele tem grande responsabilidade no seu problema de ansiedade. Gut está por trás dos pensamentos que você tem antes e durante um ataque de pânico, ou qualquer outro tipo de episódio de ansiedade. Os pensamentos do Gut são:

• Subconsciente
• Rápido
• Baseado em intuição
• Associado a “luta ou fuga”

Pensamentos baseadas em intuição podem ser muito rápidos no sentido de que eles fazem você sesentir ansioso antes mesmo de você saiba porque você está ansioso. É absurdamente rápido. É também o tipo de processo de pensamento do qual nossos ancestrais pré-históricos dependiam para sobreviver.

É fácil entender isso, olha só: se você estivesse andando pela floresta e visse um par de olhos brilhantes te olhando atrás de um arbusto, você realmente gostaria de ficar lá e analisar o que você...
tracking img