As leis de mendel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1609 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AS LEIS DE MENDEL











































1. Introdução

Genética é a parte da Biologia que estuda a hereditariedade, ou seja, é a ciência que investiga as razões de semelhanças que se manifestam nos organismos relacionados por descendência.

As bases dessa ciência apóiam-se nas experiências do botânico austríacoGregor Mendel (1822-1884).

Mendel iniciava seus trabalhos com um planejamento, isto é, escolhia o material, praticava experiências com ele, fazia observações e formulava hipóteses. Do resultado, tirava conclusões, generalizava e estabelecia leis.

De uma série de experiências, Mendel estabeleceu duas leis que constituem a base da explicação da herança biológica.

Ostrabalhos de Mendel foram apresentados em 1865-1866, mas somente após 1900 se estabeleceram as bases da Genética com a publicação de suas leis.



2. A vida de Mendel

Johann Mendel nasceu na Áustria, em 22 de julho de 1822, de uma linhagem camponesa que era um misto de alemão e eslavo. Sua família conseguiu mantê-lo na escola até os 21 anos, quando ele entrou para o monastério em Brunn,centro intelectual, onde muitos dos professores interessavam-se pelas Ciências ou pela Arte. Segundo o costume, ao tornar-se monge, ele adotou outro nome: Gregor. Aos 25 anos, foi ordenado sacerdote e teve que aprender a língua tcheca.

Foi designado professor, freqüentou a Universidade de Viena durante três anos, aprendendo ciência avançada e retornou a Brunn, onde passou 14 anos comoprofessor de física e história natural. Ao ser eleito abade, em 1868, foi obrigado a abandonar gradualmente as experiências de cruzamento de plantas e muitos dos seus outros interesses.



Além da hereditariedade, Mendel se interessou profundamente por botânica, horticultura, geologia, meteorologia e pelo fenômeno das manchas do sol. Deixou contribuições notáveis para o estudo dos tornados.Mendel percebeu que o tempo faria justiça às suas descobertas. De fato, no ano de 1900, três botânicos, trabalhando independentemente com cruzamento de plantas, na Bélgica, na Alemanha e na Áustria, descobriram as leis de Mendel sobre a hereditariedade.

O mendelismo tornou-se tema central da pesquisa biológica moderna. Mendel tinha a faculdade rara - tão essencial em ciência - deplanejar e realizar uma experiência simples e bem delineada com o fim de obter resposta para uma questão bem definida. Ele foi um cientista dos cientistas.

[pic]

Figura 1- Fonte: Site Só Biologia











3. As Leis de Mendel

Do trabalho experimental desenvolvido por Mendel derivaram as seguintes leis:

• Primeira lei: O tipo hereditário dadescendência não é intermédio em relação aos tipos dos progenitores. Apenas predomina um deles. Se cruzarem duas variedades bem definidas de uma mesma espécie, o descendente híbrido mostrará as características distintivas de um dos progenitores (característica dominante).

• Segunda lei ou lei da segregação (ou disjunção) dos genes antagônicos: A característica recessiva é latente manifestar-se-á naseguinte generação, resultante de se cruzar os híbridos entre si. Três quartos irão mostrar a característica dominante e um quarto a característica recessiva.

• Terceira lei ou lei da transmissão independente dos genes: Cada uma das características puras de cada variedade (cor, rugosidade da pele, etc.) transmite-se à seguinte geração de forma independente entre si, seguindo as duasprimeiras leis.

É interessante notar que Mendel escolheu uma planta que manifesta os caracteres de forma discreta. Tivesse escolhido uma planta na qual múltiplos genes seriam necessários para expressar um caracter, possivelmente não teria conseguido chegar às suas leis genéticas.

3.1 A escolha da planta

A ervilha é uma planta herbácea leguminosa que pertence ao mesmo grupo...
tracking img