As intituições e o serviço social

1. AS INSTITUIÇÕES E O SERVIÇO SOCIAL

Dr. Jairo da luz Oliveira1 Neste capítulo, ressaltaremos a importância das instituições para o desempenho profissional do Serviço Social enquanto profissão. Este é um espaço de atuação sócio ocupacional e político que se traduz em um espaço de garantia de direitos. Nesta lógica, entendemos que as instituições deverão ser particularmente, um lugar degarantia de direitos para os usuários que desconhecem seus direitos sociais e que necessitam organizarem-se para estabelecerem estratégias de sobrevivência. Nesta lógica, entendemos também que as instituições são espaços de fortalecimento da identidade profissional do Serviço Social na sua relação direta com as demandas institucionais e dos usuários.

1

Assistente Social, Gerontólogo Social, MestreE Doutor em serviço Social - Professor da Universidade Luterana do Brasil

1

1.1 – O Papel das Instituições para o Desempenho Profissional do Serviço Social As instituições deverão ser reconhecidas como sendo espaços operativos para os profissionais que nelas atuam e de pertencimento social para os usuários. Nesta lógica, entendemos que as instituições também são essenciais à implementaçãode ações de inclusão social e particularmente ao desempenho do processo de trabalho do Assistente Social. O profissional do Serviço Social, articulando intencionalidades de prática e conhecimentos da realidade social, procura instaurar a construção de um trabalho estratégico que se articule em rede2 para então conseguirmos atender as demandas particulares e coletivas dos usuários a eles colocadas,e que chegam nas instituições como demandas sociais institucionais.

2

“É na relação de redes que se colocam as questões enfrentadas pelos próprios sujeitos na sua perda de poder para articulá-las em estruturas e movimentos de fortalecimentos da cidadania, da identidade, da autonomia” (FALEIROS, 1997, p.24).

2

Mas o que realmente significa o sentido etimológico da palavrainstituição?Segundo Johnson (pag. 19. 1997) este assim afirma: “Uma instituição é um conjunto duradouro de idéias sobre como atingir metas reconhecidamente importantes para a sociedade”. Como vemos, existem sociedades que possuem algumas formas de instituições como por exemplo as de tipo familiar, religioso, econômico, curativo e político que definem o âmago de seu sistema de vida. As Instituições diferem entresi por tratarem de funções e intenções sociais diferentes. Nesta lógica, entendemos que um dos pontos-chave para a real implementação de ações emancipatórias, recai na possibilidade das

instituições possuírem técnicos capacitados para juntos tratarem de suas funções diferentes no atendimento de tais demandas sociais emergentes, a curto e a longo prazo. Quando o Assistente Social se insereneste espaço sócio ocupacional, ele deverá ter claro que seu processo de trabalho vai se desenhando a partir da análise institucional que o mesmo vai construindo ao longo de sua permanência na instituição. Assim ocorrendo, o Assistente Social terá claro qual a sua função e qual deverão ser as funções dos demais técnicos inseridos neste mesmo espaço sócio-ocupacional. É importante entendermos que, aomesmo tempo em que compreendemos as nossas diferenças profissionais uns dos outros, deveremos ter a capacidade e humildade de sabermos que elementos nos fazem aproximar uns dos outros, através das nossas próprias diferenças profissionais, para que em conjunto possamos atender as diversas demandas institucional.

3

Esta análise se constitui no reconhecimento estratégico das correlações deforça e poder que cada ator social desempenha dentro da instituição. Esta análise vai ao encontro estratégico no sentido de entendermos que o Assistente Social deverá decifrar as contradições sociais que nascem deste mesmo movimento de correlações de forças e poderes, marcados muitas vezes, por interesses particulares em detrimento do coletivo social institucional, ferindo o objetivo central que a...
tracking img