As grandes cidades e a vida do espiritoo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (433 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O texto fala , da relação entre o indivíduo e a metrópole, da influência da grande cidade moderna na personalidade e na vida mental dos seus habitantes. Também da questão que a economia do dinheiroprovoca uma personalidade urbana caracterizada pela reserva, desconfiança e insolidariedade. No campo há uma vida psíquica diferente da cidade, no campo predominam os costumes, o ritmo lento, aemotividade e o sentimento. Nas cidades há uma mudança constante e um ritmo febril. A cidade exalta a liberdade do indivíduo face aos grupos de pertença. A sociedade parte da interação entre os indivíduos ecomporta uma distinção entre forma e conteúdo. Nesta concepção, os indivíduos tendo diversas motivações (paixões, desejos, angustias etc) conteúdos da vida social, interagem a partir delas e setransformam em “uma unidade”, a vida aparece como a fonte de energia que alimenta as relações de troca dos elementos.
O dinheiro é apenas um sinônimo da necessidade urgente de encontrar-se um denominadorcomum em meio a uma rede de meios que se torna cada vez mais complexa. Com o aparecimento das economias monetárias, os objetos perdem, pouco a pouco, o seu significado subjetivo, pessoal, individual.Essa experiência societária mostra que toda uma estrutura de meios converte-se não apenas num passo intermediário entre o desejo e sua satisfação, mas no cerne da vida social.
Na passagem dosentimento íntimo individual à interação social está em jogo também uma mudança de tonalidade, de cor, de nuanças. A relação dos homens converteu-se em relação dos objetos. Neste sentido, a troca é a conversãoem objeto da capacidade de reciprocidade dos homens. A gratidão inverte o sentido desse movimento, voltando-o para o interior dos homens, como "resíduo subjetivo" do ato de receber e dar. Simmel a vêcomo uma "memória moral da humanidade”, uma ponte que a alma sempre encontra para aproximar-se do outro ao mais leve estímulo, insuficiente talvez para gerar por si uma nova ponte. Ao fazê-lo, a...
tracking img