As diversas ordenas sociais normativas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1185 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Iremos apresentar neste trabalho, um estudo sobre as opiniões a favor e contra a Alca, que se diluem diante da constatação de que existem muitas duvidas de alinhavam as bases do acordo comercial.
E também como andam as importações entre o Brasil e o Mercosul, e como o Brasil ira agir com suas importações com a possibilidade da união com a Alca.
ALCA

A Área de LivreComércio das Américas (Alca) surgiu em 1994, com o objetivo de eliminar as barreira alfandegárias entre os 34 países americanos (exceto Cuba). O prazo mínimo para sua implantação, porém, é de sete anos. Quando concretizada a Alca será um dos maiores blocos comerciais do mundo, com um total de 758 milhões de habitantes, o dobro da União Européia m e um PIB de US$ 9,3 milhões (US$ 2 trilhões a mais do quea UE.)
B Os objetivos da ALCA não são tão ambiciosos quanto ao modelo europeu, porém se o acordo for bem sucedido se limitará a eliminar os encargos que os paises cobram na transação de produtos comercializados entre si.
A União Européia não somente liberou o apenas a comercialização de mercadorias, mas também as fronteiras, liberando o livre acesso de pessoas entre os paises que compõem aaliança, pois são muito parecidas, em termos de cultura, renda mentalidade e burocracia, ou mais ou menos equiparados. Porém, existem alguns obstáculos a serem superados. “Estranho muuito quando vejo pessoas se posicionando contra ou a favor da Alca ou discutindo a data de sua entrada de funcionamento, pois não há o menor consenso sobre ela será”, diz Sylvia Ostry, estudiosa do centro de estudosInternacionais da Universidade de Toronto, no Canadá, uma das maiores conhecedoras do acordo que anda sendo levado em banho-maria, mais porá falta de dedicação e empenho do Brasil, por outro lado os Estados Unidos sabem o que querem, os demais países das três Américas estão sempre endividados, vivendo dos benefícios do acordo.
Os Estados Unidos, como os principais interessados na Criação daAlca, começaram a se movimentar em 1994, quando se ajuntaram com os países mais próximos, Canadá e México, a aliança foi muito bem sucedida, principalmente para os pequenos investidores, pelo acesso fácil a economia americana, o México teve um crescimento considerável, alcançando a oitava posição entre as grandes economias que exportam produtos no mundo. O Canadá também cresceu nas suasexportações, ao entrar para o Nafta a seis anos atrás.
Os americanos espalham a noticia entre as Américas, que a Alca será uma Nafta, e é nesse ponto onde é que estão as maiores dúvidas quanto a Alca.
É necessário que em primeiro lugar o Brasil e os demais países que formam o Mercosul: Paraguai, Argentina e Uruguai, se decidirem o que vai ser feito com o acordo, pois a legislação americana é delicada emrelação ao seu comércio, com um défict comercial que caminha para os 400 bilhões de dólares no ano de 2001, a economia americana é a mais aberta do planeta.
“Os americanos terão que ser mais maleáveis, aceitar em viver em uma sociedade continental. Os latinos-americanos não poderam ser seus súditos na Alca”, diz Luiz Olavo Baptista, especialista em direito internacional da Faculdade de Direitoda Universidade de São Paulo. O principal interesse americano são pelas maiores economias da América do sul, Brasil e Argentina, sendo o mercado brasileiro o mais atraente. O secretário de Comercio dos Estados Unidos, Donald Evans: “A tarefa talvez se estenda além de todos os prazos previstos”.




O QUE SÃO ESSES BLOCOS


• Acordo comercial firmado em 1991, prevê que o comércio entreos associados seja feito em condições privilegiadas, com impostos estabelecidos em comum
• Países: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.
• PIB total: 1,1 trilhão de dólares
• População: 215 milhões


O MERCOSUL E O BRASIL


• Empresas brasileiras exportam para vizinhos 6,7 bilhões de dólares por ano de produtos agropecuários e máquinas, entre outros. Em dez anos de...
tracking img