As direções da renovação do serviço social no brasil (netto, p. 151-164)

AS DIREÇÕES DA RENOVAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL (NETTO, p. 151-164)
O desenvolvimento histórico do Serviço Social no Brasil, a partir da década de 60 no contexto do movimento dereconceituação, assume 3 diferentes direções:
Perspectiva Modernizadora → ajustou-se ao projeto econômico do governo militar.
Perspectiva de Reatualização do Conservadorismo→ deu um novo formato a ele.Perspectiva de Intenção de Ruptura→pretendia romper com a sua herança conservadora.
1. PERSPECTIVA MODERNIZADORA - segunda metade dos anos 60 Atinge seu auge nos Encontros de Araxá (1967) eTeresópolis (1970) e perde sua hegemonia a partir de 1978 com o encontro de Sumaré, uma vez que essa vertente não atende mais às expectativas profissionais.
Seus grandes monumentos são os textos dos semináriosde Araxá e Teresópolis.
Araxá – 1º Seminário de Teorização do Serviço Social (1967)
O caráter modernizador desta perspectiva: aceita como dado inquestionável a ordem sociopolítica derivada de abrile procura dotar a profissão de referências e instrumentos capazes de responder às demandas que se apresentam nos seus limites – donde o cariz tecnocrático do perfil que pretende atribuir ao ServiçoSocial no país.
Não se rompe com o tom moralista: dignidade humana.
* Concepção de profissão: ação junto a indivíduos com desajustamentos familiares e sociais.
* Não há rompimento com otradicionalismo, mas a captura do tradicional sobre novas bases.
* Recusa a limitar-se a funções executivas terminais de execução de políticas sociais e nos circuitos da ajuda psicossocial.Teresópolis – 2º Seminário de Teorização do Serviço Social (1970)
Nesse momento o impulso de renovação deve-se as iniciativas do Centro Brasileiro de Cooperação e Intercâmbio de Serviço Social – CBCISS.
*Apresenta conexões superficiais entre dados empíricos da vida social e a intervenção metódica sobre eles. 
* Cristaliza-se a operacionalidade e eficiência.
* Recusa atribuições...
tracking img