As dificuldades d diferenciar a fala da escrita

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2546 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
AUTARQUIA DE ENSINO SUPERIOR DE ARCOVERDE-AESA
CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE ARCOVERDE-CESA
CURSO DE GRADUAÇÃO EM LETRAS

Janaina Cipriano De Lima

AS DIFICULDADES DE DIFERENCIAR A FALA DA ESCRITA

ARCOVERDE
2012
Janaina Cipriano de Lima

AS DIFICULDADES DE DIFERENCIAR A FALA DA ESCRITA

Projeto de Intervenção desenvolvido para fins
de aprovação em Prática Pedagógica VII,disciplina do 7º período do Curso de Letras
do Centro de Ensino Superior de Arcoverde,
ministrada pela professora Stella Atiliane
Almeida de Sá.

ARCOVERDE
2012
Sumário
1 Introdução......................................................................................................03
2FundamentaçãoTeórica................................................................................ 063Impacto Esperado...........................................................................................10
4 Ações Pretendidas.........................................................................................11
5 Aspectos Conclusivos.....................................................................................12
6 Referências...................................................................................................13
7 Anexos...........................................................................................................14

03
1 INTRODUÇÃO

A variação lingüística tem que ser objeto e objetivo do ensino de língua, uma educação lingüística voltada para a construção da cidadania numa sociedade verdadeiramente democrática não pode desconsiderarque os modos de falar dos diferentes grupos sociais constituem elementos fundamentais da identidade cultural da comunidade e dos indivíduos particulares, e que denegrir ou condenar uma variedade lingüística equivale a denegrir ou condenar os seres humanos que falam, como se fossem incapazes, deficientes ou menos inteligentes é preciso mostrar, em sala de aula e fora dela, que a língua varia tantoquanto a sociedade varia que existem muitas maneiras de dizer a mesma coisa e que todas correspondem a usos que o idioma oferece a seus falantes.
É preciso saber respeitar a língua falada, que muitas vezes não é igual à língua escrita, levando em consideração a forma que cada um tem de se expressar. Até porque somos acostumados a associar o domínio da norma padrão às pessoas de nívelsocial elevado; discriminando aquelas pessoas que não falam o português imposto pela gramática normativa, sem levar em consideração a variedade lingüística não-padrão, existente em nossas escolas.
Devemos reconhecer que o português falado no Brasil é bem diversificado, e mesmo que a escola venha impor a norma padrão, que não é de acesso a todos, não se deve desmerecer ou ate mesmo excluir, os quetiveram ou não têm oportunidade de ter contato com o que os gramáticos taxam como o "modo certo" de falar.
Saber como e quando utilizar determinadas formas de expressão, ao modo de cada um, de acordo com as suas aquisições de conhecimento, é muito mais importante, do que seguir, regras impostas por gramáticos que insistem em não se adequar a realidade do nosso país.
Compreender a realidadelingüística brasileira como um sistema polarizado, significa observar a existência de uma norma dita culta e uma norma popular, que é o português falado pela maioria dos brasileiros, ao passo que, por transmissão lingüística irregular, se estende um processo de aquisição
04
precárias e imperfeita do português pelas camadas marginalizadas durante o período de colonização no Brasil.
Para cumprir bem afunção de ensinar á escrita padrão, a escola precisa desapegar-se da gramática tradicional, do ensino tradicional, dos livros didáticos e principalmente dos comandos paragramaticais que são nada mais do que todo esse arsenal de livros, manuais de redação de empresas jornalísticas, programas de radio e de televisão enfim tudo o que se diz respeita a praticidade de se aprender a língua portuguesa....
tracking img