Artigo17

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3196 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Estudo de um layout por processo na indústria moveleira: um estudo de caso
Murilo Grillo Piazzarollo (UFV) murilo.piazzarollo@ufv.br Leonardo Delazari de Oliveira (UFV) leonardo.delazari@ufv.br Guilherme Carvalho Luz (UFV) guilherme.luz@ufv.br Isaias Simeão (UFV) isaias.simeao@ufv.br

Resumo: O layout trata-se do modo como as máquinas, equipamentos, ferramentas, insumos, produtos acabados emão de obra estão organizados dentro da indústria. Sua otimização é indispensável para maior produtividade e redução de desperdícios e perdas de tempos traduzidas no lead-time, possibilitando aumentar a lucratividade da empresa, visto que os processos devem se relacionar harmoniosamente. Todavia, mudanças no layout são trabalhosas e conseqüentemente tem alto custo. Objetiva-se apresentar no estudo decaso uma alternativa de layout para maior funcionalidade. Analisou-se o layout atual, as máquinas necessárias, os recursos associados, fluxos de materiais e esses dados foram trabalhados em técnicas algorítmicas para desenvolver um novo layout. Dessa análise, cabe à fábrica o uso do layout em processo. Da comparação entre o layout já existente e o proposto, observam-se mudanças significativas emrelação à disposição dos recursos e ordenação do fluxo. A contribuição do novo layout, se implementada, pode ocasionar otimização dos espaços existentes, eliminação de alguns fluxos cruzados e ordenação do fluxo como um todo, provendo redução do lead-time. Palavras chave: layout em processo, otimização, fluxos 1. Introdução Localizada em uma região bastante disputado do território nacional, o pólomoveleiro de Ubá tem grande participação no mercado de móveis brasileiro e mesmo internacional, portanto procurar sempre a reduzir custos e desperdícios, aperfeiçoar processos, é de grande importância para o crescimento da cadeia produtiva nacional. Mesmo no Brasil, em se tratando de indústrias moveleiras, sempre vem a idéia de fabricas grandes, bem estruturadas, com profissionais altamentecapacitados. Mas na realidade nem sempre é o que acontece. Muitas indústrias têm revelado em seu arranjo físico a verdadeira realidade. São empresas que cresceram aos poucos, sempre fazendo “puxados” para se adequarem as variações de demanda acabam por ter graves problemas no fluxo de informações e materiais durante a produção. Neste artigo será discutido o arranjo físico por processo de uma industriamoveleira, que tem como principal produto a produção de guarda roupa, esta está localizada no pólo moveleiro de Ubá, região da Zona da Mata Mineira, na cidade de Ubá, onde a proximidade com outras industrias do mesmo setor acarreta em uma grande troca de experiências e a facilidade de criar uma maior representatividade no mercado. O layout ao final proposto tentará se adequar a seguintesrequisitos: • Adaptar-se a estrutura física já presente na empresa;

1

• • •

Garantir redução de tarefas que não geram valor aos produtos; Redução do lead-time; Garantir ambiente funcional e com espaço ergonômico suficiente para os trabalhadores;

Será utilizado o MÉTODO DOS RELACIONAMENTOS, pois é extremamente simples e ao mesmo tempo permite a obtenção de um resultado satisfatório. 1. Revisãode Literatura A importância de se ter uma estrutura coerente com o nível de produção e a natureza dos produtos, esta no fato de que muitos desperdícios podem ser evitados, são processos que acabam pó não gerar valor algum ao produto, como exemplo, operações de transporte entre outros. Segundo MATOS (1998), “Os objetivos básicos do layout são: Integração total de todos os fatores que afetam oarranjo físico; Movimentação de materiais por distâncias mínimas; Trabalho fluindo através da fábrica; Todo o espaço efetivamente utilizado; Satisfação e segurança para os empregados; Um arranjo flexível que possa facilmente ser reajustado.” Ainda segundo o autor “O layout é uma integração de diversos fatores, há sempre alguma coisa imperfeita nele. Sempre se pode criticar alguma coisa em qualquer...
tracking img