Artigo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7934 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A influência da família e o papel do enfermeiro na promoção do aleitamento materno
Rosilene Batista Bullon1 Fátima Aparecida Cardoso2 Henry Maia Peixoto3 Luciana Farias de Miranda4

Resumo
A promoção do aleitamento materno é a intervenção com o maior potencial para diminuição da morbimortalidade infantil, além de estimular o vínculo mãe-bebê e ser importante para a saúde materna. O leitematerno é o melhor alimento para o recém-nascido obter um crescimento saudável. Não depende apenas de uma decisão de amamentar ou não, mas do conjunto de interações e conflitos sociais vivenciados pela nutriz. Este trabalho discute a influência da família no aleitamento materno. Objetiva discorrer sobre o papel do pai no aleitamento materno; conhecer o papel da mulher-avó neste período e identificar aatuação do profissional de enfermagem neste contexto. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, baseada na análise de publicações relacionadas com o tema, do período de 1985 a 2009. Para que o aleitamento materno seja uma prática consolidada, é necessária a atuação contínua do Estado, instituições e profissionais de saúde, comunidade e família, em especial o pai e as avós. Palavras-chave:Aleitamento materno. Pai. Mulher-avó. Atuação do enfermeiro.

1 2

3

4

Graduanda em Enfermagem, UniCEUB. E-mail: lebullon@hotmail.com Mestre em Ciências da Saúde; Professora da Faculdade de Enfermagem da FEPECS, SES, DF. E-mail: fafacardoso@gmail.com Graduado em Enfermagem; Especialista em Saúde do Adolescente; Especialista em Saúde da Família; Professor das Faculdades de Enfermagem UniCEUB e LS.E-mail: henrymp9@ hotmail.com Graduada em Enfermagem; Especialista em Gestão do Programa Saúde da Família; Especialista em Enfermagem Obstétrica; Orientadora de Prática da Faculdade de Enfermagem UniCEUB. E-mail: lumiranda_rj@yahoo.com.br

50 |

Universitas: Ciências da Saúde, Brasília, v. 7, n. 2, p. 49-70, 2009 Rosilene B. Bullon, Fátima A. Cardoso, Henry M. Peixoto, Luciana F. de Miranda1 Introdução
A Organização Mundial de Saúde (OMS) orienta que o leite materno deve ser ofertado à criança exclusivamente até os seis meses de vida, para posteriormente, serem introduzidos alimentos saudáveis na dieta do infante, mantendo-se o processo até os dois anos ou mais. Para tanto, é necessário o fortalecimento de ações que beneficiem o ato de aleitar como estratégia fundamental aocombate às práticas inadequadas de alimentação infantil para uma melhor qualidade de vida das crianças (REGO, 2002). A secreção láctea da mulher é composta por proteínas do soro, como a lactoalbumina, lactoferrina, lisozima, imunoglobulinas, especialmente imunoglobulina. A secretória coagula-se em micropartículas em forma de flocos, facilitando a passagem para o intestino delgado. Seu consumo compensapelo seu alto valor biológico, devido principalmente à lactoalbumina, que é própria para a espécie humana, sem nenhuma dificuldade de digestão, e compõe algo decisivo na síntese da lactose (SANTOS, 2005). A proteína do leite humano oferece qualitativamente todos os aminoácidos em quantidades adequadas para o recém-nascido, fato ainda mais importante quando se trata de prematuros que apresentamdeficiência bioquímica ou funcional (RICCO; DEL CIAMPO; ALMEIDA, 2004). No leite humano são encontrados, principalmente: potássio, cálcio, fósforo, cloro e sódio; o ferro, o cobre e o manganês, não necessitando de suplementação oral para crianças amamentadas ao seio (SANTOS, 2005). As características bioquímicas e imunológicas do leite humano conferem uma constituição ideal e incomparável a qualqueroutro tipo de leite. Bacteriologicamente é seguro e imunologicamente apresenta fatores de proteção e de defesa contra infecções, em especial, as gastrointestinais (SANTOS, 2005). Quanto à quantidade de água, o Aleitamento Materno Exclusivo (AME) é suficiente para manter o lactente hidratado e com diurese adequada, mesmo em clima seco e quente. Devido a isso, podemos dispensar a oferta de água...
tracking img