Artigo - uma nova concepção de escola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6222 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
CENTRO DE EDUCAÇÃO
CURSO DE PEDAGOGIA







AMANDA GABRIELLY REIS DE ALMEIDA









UMA NOVA CONCEPÇÃO DE ESCOLA: PRESSUPOSTOS HIGIENISTAS NO RIO GRANDE DO NORTE (1910-1920)














NATAL
2012
AMANDA GABRIELLY REIS DE ALMEIDA













UMA NOVA CONCEPÇÃO DE ESCOLA: PRESSUPOSTOS HIGIENISTASNO RIO GRANDE DO NORTE (1910-1920)







Artigo apresentado ao Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no semestre letivo 2012.2, como requisito parcial para obtenção do grau de Licenciado em Pedagogia.


Orientadora:


Profa. Dra. Rosália de Fátima eSilva









Natal/2012
AMANDA GABRIELLY REIS DE ALMEIDA


Artigo apresentado ao Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no semestre letivo 2012.2, como requisito parcial para obtenção do grau de Licenciado em Pedagogia.


Orientadora:


Profa.Dra. Rosália de Fátima e Silva




Avaliado em ___/ ___/2012


BANCA EXAMINADORA


______________________________________________________________________
Profª. Drª. Rosália de Fátima e Silva (Orientadora)
Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN

______________________________________________________________________
Profº. Drº. Walter Pinheiro Barbosa Júnior
UniversidadeFederal do Rio Grande do Norte – UFRN

______________________________________________________________________
Profª. Drª. Sandra Maria Borba Pereira
Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN












UMA NOVA CONCEPÇÃO DE ESCOLA: PRESSUPOSTOS HIGIENISTAS NO RIO GRANDE DO NORTE (1910-1920)


Amanda Gabrielly Reis de Almeida
amandagabrielly@yahoo.com.br
Dra. Rosáliade Fátima e Silva (Orientadora) – UFRN


RESUMO

Nesse artigo temos o objetivo de investigar a implementação dos pressupostos higienistas presentes no cenário educativo das décadas de 1910 e de 1920 e uma nova concepção de escola com modernizações na educação do Estado do Rio Grande do Norte. Partimos do pressuposto de que no contexto via a modernização o movimento higienista, surgeinicialmente, como um processo ou um movimento de construção de uma nova política de saúde. Analisamos um período que abrange o final do século XIX e inicio do século XX, marcado por uma grande efervescência de acontecimentos. Para isso, partimos da seguinte questão: Qual a importância do Movimento Higienista para a educação do Rio Grande do Norte? Percebe-se que o Estado saiu á frente no campo educacionalpor ter muitas personalidades intelectuais importantes. Como metodologia, realizamos um levantamento bibliográfico, abrangendo a leitura e análise, estabelecimento de um plano de leitura e de registros. Também foram empregados neste estudo documentos históricos da Secretaria Estadual de Educação e os Relatórios de Viagem de Nestor dos Santos Lima como indicativos documentais sobre a observação demétodos e de técnicas empregados nos grupos escolares de outras capitais, o registro das práticas higienistas executadas nas mesmas e que serviram de modelo ás escolas e á educação do Rio Grande do Norte.Desta forma, estudaremos a implantação do binômio educação e saúde no contexto educacional do Rio Grande do Norte.
Palavras-chave: Educação. Educação no Rio Grande do Norte. Higienismo.CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Refletir sobre a Educação como caminho para o desenvolvimento das relações sociais, implica num processo de ampla investigação que comporta diversos cenários e consequentemente personagens. O cenário deste artigo corresponde ao movimento higienista em suas repercussões localizadas no Estado do Rio Grande do Norte entre os anos 1910 e 1920. Ressaltamos que todos os...
tracking img