Artigo: teoria do apego

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 33 (8039 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ARQUIVOS BRASILEIROS DE PSICOLOGIA DALBEM, J. X.; DELL’AGLIO, D. D. Teoria do apego: bases conceituais e desenvolvimento dos modelos internos de funcionamento. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 57, n. 1, p. 12-24, 2005.

ARTIGO

Teoria do apego: bases conceituais e desenvolvimento dos modelos internos de funcionamento

Attachment theory: conceptual bases and the development of workingmodels

Juliana Xavier Dalbem; Débora Dalbosco Dell'AglioI
I

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Programa de Psicologia do Desenvolvimento da UFRGS

Retirado do World Wide Web http://www.psicologia.ufrj.br/abp/

12

ARQUIVOS BRASILEIROS DE PSICOLOGIA DALBEM, J. X.; DELL’AGLIO, D. D. Teoria do apego: bases conceituais e desenvolvimento dos modelos internos de funcionamento.Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 57, n. 1, p. 12-24, 2005.

RESUMO Este artigo faz uma revisão da Teoria do Apego (TA), apresentando as idéias iniciais de Bowlby, influências teóricas e conceituais, principais contribuições e pesquisas clássicas que formaram a base da TA, além das novas formulações e conceitualizações. Os principais conceitos teóricos são explorados, como apego, comportamentode apego, modelos internos de funcionamento e padrões de apego. São abordados o processo de estabelecimento dos padrões de apego e suas manifestações durante o ciclo vital, incluindo a mais tenra infância, adolescência e vida adulta, sendo discutida sua estabilidade ao longo do desenvolvimento, assim como as hipóteses relativas a cada padrão. Também são apresentadas considerações quanto ànecessidade de pesquisas que enfoquem esse tema na realidade brasileira, especialmente em adolescentes, já que as pesquisas da TA no Brasil são praticamente restritas ao apego na infância, diferentemente de outros países, em que essa abordagem já é estudada em outras fases do desenvolvimento. Palavras-chave:Apego; Desenvolvimento; Modelos internos

ABSTRACT This article makes a revision of theAttachment Theory (AT), showing the initial ideas of Bowlby, theoretical and conceptual influences, principal contributions and classical researches which have formed the base of AT, as well as new formulations and concepts. The main concepts are examined, such as attachment, the attachment behaviour, working models and patterns of attachment. The building process of attachment patterns is examined, aswell as their manifestations in different phases of the life cycle, including the very early childhood, childhood, adolescence and adult life. The stability of the patterns during the development and the hypotheses related to each pattern are discussed too. Since the Brazilian researches on this approach are practically restricted to attachment in childhood, unlike others countries, which areextending the AT to other phases of development, considerations about the necessity of more researches in Brazil focusing the approach of AT, mainly in adolescents, are presented. Keywords: Attachment; Development; Working model.

Retirado do World Wide Web http://www.psicologia.ufrj.br/abp/

13

ARQUIVOS BRASILEIROS DE PSICOLOGIA DALBEM, J. X.; DELL’AGLIO, D. D. Teoria do apego: bases conceituaise desenvolvimento dos modelos internos de funcionamento. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 57, n. 1, p. 12-24, 2005.

A TEORIA DO APEGO: CONCEITOS BÁSICOS
As observações sobre o cuidado inadequado na primeira infância e o desconforto e a ansiedade de crianças pequenas relativos à separação dos cuidadores levaram o psiquiatra, especialista em psiquiatria infantil, e psicanalista inglêsJohn Bowlby (1907-1990) a estudar os efeitos do cuidado materno sobre as crianças, em seus primeiros anos de vida. Bowlby impressionou-se com as evidências de efeitos adversos ao desenvolvimento, atribuídos ao rompimento na interação com a figura materna, na primeira infância (AINSWORTH & BOWLBY, 1991). Os estudos iniciais de J. Bowlby (1940; 1944), além dos trabalhos de outros pesquisadores...
tracking img