Artigo sobre redes sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2370 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Redes Sociais
Como as redes sociais estão transformando a comunicação, o jornalismo e a sociedade.

Resumo: As redes sociais mudaram – e permanecem mudando – o formato da comunicação. A mídia social elegeu Obama, deu voz ao consumidor, pôs fim a repressão no Irã, está revolucionando o jornalismo, quebrando a imprensa e transformando a sociedade. Há alguns anos, a comunicação de massa era deuma para todos. O espectador dos meios de comunicação não é mais passivo: hoje, todos produzem e recebem informações através da maior rede de comunicação do planeta: a internet. Este artigo científico tem o objetivo mostrar os impactos causados pelas novas tecnologias e as mudanças que estão ocorrendo na sociedade e na comunicação, por meio das redes sociais.
Palavras Chaves: redes sociais,comunicação, conteúdo, informação, mídias digitais e jornalismo.

1.Introdução
1.1 Como as redes sociais estão mudando a comunicação e o jornalismo
Com a mídia eletrônica, as informações diferenciam-se dos meios tradicionais, como por exemplo, a impressão de um jornal: material pronto e acabado. A comunicação se transforma, logo, a sociedade se transforma: são indissolúveis. Os impactosprovocados pelas novas tecnologias transformam o modo de pensar e de se relacionar com o mundo do ser humano. E as redes sociais, por sua vez, ultrapassaram o objetivo exclusivo de relacionamento e passaram a ser fonte de pesquisa e notícias, tendo como atributos a interatividade e participação, possibilitando ao leitor não apenas o acesso à informação, mas a capacidade de produzi-la. Com base nisso,tudo o que já está na rede é provisório - pode ser modificado, recriado ou complementado - diferentemente do jornal impresso.
E eis um dos desafios da democratização da informação: produzir conteúdo relevante para um público também criador de conteúdo. A internet e a mídia social passam a ser um espaço de colaboração, baseada na interação e participação ativa de quem produz e recebe conteúdo. Éo leitor quem escolhe onde clicar e qual matéria lerá primeiro, afinal, dele depende a circulação das informações, o que influencia totalmente o trabalho do jornalista que agora também tem o desafio de ordenar a narrativa de um modo que faça sentido e mantenha a atenção do leitor, agora, também produtor de conteúdo. O meio digital, ao contrário da comunicação escrita que se encerra no ato daimpressão, é interativo: amplia as opções de leitura, possibilitando que o leitor ou usuário assuma o papel de comando, reformulando textos e imagens.
As redes sociais e se diferencia da antiga passividade dos espectadores e leitores. Sem hierarquias ou mediações, o internauta, produtor de conteúdo, dispõe de todas as ferramentas necessárias: seu computador pessoal, a internet e milhares de usuáriosdispostos a ler o conteúdo. Logo, com essa democratização das ferramentas de produção, a internet e as redes sociais consolidam-se como fonte de notícia e participação, e a cultura colaborativa em rede se acelera. “O melhor exemplo disso é o computador pessoal, que pôs todas as coisas, desde as máquinas de impressão até os estúdios de produção de filmes e de músicas, nas mãos de todos” (MALINI apudANDERSON, 2006, p. 52).
“A expressão cultura participativa contrasta com noções mais antigas sobre a passividade dos espectadores dos meios de comunicação. Em vez de falar sobre produtores e consumidores de mídia como ocupantes de papéis separados, podemos agora considerá-los como participantes interagindo de acordo com um novo conjunto de regras.” (JENKINS, 2009, p. 28)
A frase acima,citada por Henry Jenkins, talvez marque o início da revolução das mídias atuais. Pode-se dizer que essa nova forma de consumir conteúdo e informação foi solidificada em 11 de setembro de 2001, quando um dos eventos mais marcantes da história do mundo moderno acontecia: a queda do World Trade Center, símbolo financeiro dos Estados Unidos, localizado em Nova Iorque, após o ataque terrorista que parou...
tracking img