Artigo netcom 2007

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 42 (10382 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Dr. Paulo S. Marin, EE, MSc.   Engenheiro Eletricista  Doutor em Interferência Eletromagnética  Mestre em Propagação de Sinais  Coordenador Normas ABNT e ANSI (Brasil e USA)  www.paulomarin.com 

Atualização de Normas: Categoria 6A, TSB-155 e TIA-568C

Dr. Paulo S. Marin, EE, MSc.

Engenheiro Eletricista
Especialista em Infraestrutura de TI www.paulomarin.com

1 Dr. Paulo S. Marin, EE, MSc.   Engenheiro Eletricista  Doutor em Interferência Eletromagnética  Mestre em Propagação de Sinais  Coordenador Normas ABNT e ANSI (Brasil e USA)  www.paulomarin.com 

Resumo
Há pouco mais de três anos o subcomitê TR-42.7 da TIA (Telecommunications Industry Association) começou a trabalhar no desenvolvimento do que será a nova norma ANSI/TIA/EIA-568-B.2-10 que tem como objetivo especificaros requisitos e recomendações para um sistema de cabeamento balanceado de 100 ohms, 4 pares, Categoria 6 Aumentada, bem como cabos, patch cords e hardware de conexão para suportar a operação de aplicações de alta velocidade tal como a IEEE 802.3an - 10GBASE-T em um canal de cobre, de 100 metros. O cabeamento, cabos, patch cords, bem como todo hardware de conexão Categoria 6 Aumentada deve atenderou exceder a todos os requisitos da ANSI/TIA/EIA-568-B.1, ANSI/TIA/EIA-568-B.2 e ANSI/TIA/EIA-568-B.2-1. Este padrão não requer compatibilidade com outros sistemas de cabeamento estruturado, cabos ou componentes com impedância característica nominal diferente de 100 ohms. Esta norma encontra-se em seu draft (proposta) de número sete (Draft 7.0), publicado em 20/Abril/2007 como SP-3-4426-AD10-D queserá publicado como norma, cujo código será ANSI/TIA/EIA-568-B.2-10 (Especificações de desempenho de transmissão para cabeamento Categoria 6 Aumentada de 100 , 4 pares). A nova categoria de desempenho que deveria estar concluída e publicada como norma até o final de 2006 ou início de 2007, encontra-se ainda em desenvolvimento. A razão pela qual a Categoria 6A não foi ainda publicada está nosprocedimentos de testes de campo para alien crosstalk em sistemas UTP (Unshielded Twisted Pair), que não estão ainda bem definidos. Na verdade este é o grande problema da Categoria 6A implementada em cabos de pares balanceados sem blindagem. Enquanto a Categoria 6 Aumentada (500 MHz) não está pronta, fabricantes, comitês de normalização e usuários avaliam alternativas para garantir o desempenho daaplicação 10GBASE-T (10 Gigabit Ethernet) em sistemas de cabeamento em cobre UTP, Categoria 6 (250 MHz), atualmente instalados e em uso. Neste sentido, a TIA publicou um TSB (Telecommunications Systems Bulletin), o TSB-155 que apresenta diretrizes para a avaliação de sistemas de cabeamento Categoria 6 UTP atualmente instalados quanto a possibilidade de suporte a aplicação 10GBASE-T. Este TSB nãosubstitui a norma em desenvolvimento da Categoria 6A e tampouco atualiza ou modifica a Categoria 6 publicada em junho de 2002 (‘EIA-568-B.2-1). É importante explicar que a Categoria 6 Aumentada quando implementada em cabos blindados F/UTP (Foil/Unshielded Twisted Pair) não oferece qualquer problema ou dificuldades adicionais quanto aos testes de campo para Alien Crosstalk, parâmetro sem importância emsistemas blindados. Outra discussão bastante comum atualmente é a revisão e atualização do conjunto de normas americanas ‘TIA-568-B (constituída por suas partes B-1, B-2 e B-3, bem como demais adendos). A ANSI-EIA-TIA-568-C, em desenvolvimento, substituirá a atual ‘EIA-568-B. No entanto seu escopo e publicação não estão bem definidos ainda. O objetivo deste trabalho é apresentar uma visão geraldo estado das normas em desenvolvimento, suas características, pontos importantes, previsão de conclusão e publicação, bem como esclarecer algumas dúvidas comuns de usuários e instaladores a respeito da aparente confusão que a Categoria 6 Aumentada está causando no mercado, bem como eliminar mitos e conceitos mal definidos a respeito dos sistemas de cabeamento de alto desempenho que têm como...
tracking img