Artigo monteiro lobato

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2493 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Sítio do Picapau Amarelo: críticas

SILVA, Paulo Máximo da[1]; FERREIRA, Hugo Monteiro[2]




.

Resumo

Este trabalho consiste em um artigo de revisão sobre o que tem sido produzido em se tratando de análise criticas sobre as obras infantis de Monteiro Lobato, visto que elas giram em torno ora dos personagens, ora do sítio e também dos locais epersonagens de fora, sempre muito conhecidos da literatura mundial. Somente em 1939 é que temos a obra “O Picapau Amarelo”, após a decisão de ajuntar todos os seus personagens em um lugar só, o sítio do picapau amarelo. As obras infantis de Monteiro Lobato foram televisionadas em mais de uma época, precisamente em cinco séries em emissoras diferentes, porém, o que teve maior repercussão foi a quarta série,exibida na Rede Globo, isso será ainda devidamente tratado. Expor as críticas essas obras é o mote e objetivo de nosso artigo.




Palavras-chave: Sítio do Picapau Amarelo; Literatura Infantil; Críticas.





Abstract


This work is a review article on what has been produced in the case of critical analysis on the children's works of Monteiro Lobato, since theyrevolve around either on the characters either on the ranch, and also on famous site locations and characters from, always very well known in the literature. Only in 1939 is that we have the work "O Picapau Amarelo ", after the decision to gather all characters in one place, the ranch of the yellow woodpecker. Monteiro Lobato children’s works were televised in more than one series, precisely atfive different series, however, the one that had a greater impact was the fourth series, aired on Globo, it will still be properly treated during the article. Exposing the criticisms of these works is the motto and goal of our article.




Keywords: Yellow Woodpecker Ranch, Children's Literature, Reviews.




1. Introdução

José Bento Monteiro Lobato nasceu nacidade de Taubaté, São Paulo, em 18 de abril de 1882, filho de José Marcondes Lobato e Olímpia Augusto Lobato. Quando criança, brincava com suas irmãs Ester e Judite com legumes e sabugos de milho que eram transformados em bonecos e animais, o que pode ter muito servido de matéria bruta para suas obras infentis. Ainda como adolescente já começa a escrever para jornais escolares e desenvolverhabilidades com o desenho.

Desde os tempos de colégio, Lobato escrevia contos para jornaizinhos da escola e já sonhava em transformar o Brasil em uma nação próspera e igualitária, o que talvez tenha lhe custado não entrar na Academia Brasileira de Letras, ambiente aonde a política fala mais alto, basta lembrar que José Sarney é membro dela.

De acordo com OLIVEIRA (1999),depois de formado, Lobato foi promotor público no município de Areias, Região do Vale do Paraíba. Durante quatro anos Lobato foi adido comercial em Nova Iorque, EUA. Era idealista e lutador (OLIVEIRA, 1999). Empreendeu uma batalha vigorosa pela exploração do ferro e do petróleo em terras brasileiras, ao invés de importações que só prejudicavam o Brasil, até publicau um artigo intitulado “O Escândalodo Petróleo”. Sua persistência em abordar esse tema o fez passar três meses na prisão.

O escritor cansou de escrever para adultos e reencontra a paz dedicando-se a literatura infantil, na qual pode ser considerado precursor desse gênero em nosso país, com o do Sítio do Picapau Amarelo. O aparecimento de livros para crianças exige uma organização social moderna, em que as criançassão vistas como consumidores desejosos de uma literatura diferente da destinada aos adultos. (LAJOLO, 1985, p.49).

Em abril de 1948 sofreu um primeiro espasmo vascular que afetou a sua motricidade. Mesmo assim, afiliou-se à revista Fundamentos e publicou os folhetos: “De Quem É o Petróleo na Bahia” e “Georgismo e Comunismo”.

Dois dias após conceder a Murilo Antunes...
tracking img