Artigo educação nutricional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4858 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
EDUCAÇÃO NUTRICIONAL NO COMBATE ÀS CARÊNCIAS NUTRICIONAIS

11

REVISÃO

PAPEL DA O PAPEL DA EDUCAÇÃO NUTRICIONAL COMBATE NO COMBATE ÀS CARÊNCIAS NUTRICIONAIS
EDUCATION THE NUTRITION EDUCATION ROLE IN COMBAT THE COMBAT AGAINST MICRONUTRIENT DEFICIENCIES
Rejane Andréa RAMALHO1 Cláudia SAUNDERS1

RESUMO Embora a educação nutricional seja vista como um esforço destinado a mudar “hábitosalimentares”, padrões alimentares são determinados por fatores que incluem, além de educação orientada para uma nutrição adequada, fatores socioeconômicos, ecológicos, culturais e antropológicos. Alguns destes fatores induzem à geração e manutenção de “tabus alimentares” que impedem, principalmente nas camadas mais carentes da população, a escolha adequada de alimentos para uma dieta balanceada. Estetrabalho aborda algumas destas questões, numa tentativa de provocar reflexão sobre educação nutricional num contexto mais amplo como principal estratégia de combate à hipovitaminose A, considerada um dos mais importantes problemas nutricionais e de Saúde Pública do mundo atual. A principal causa desta carência é a ingestão inadequada de alimentos fonte de vitamina A, que muitas vezes está maisrelacionada às questões culturais e hábitos alimentares do que a fatores econômicos. Vários estudos mostram que, no Brasil, os alimentos fonte deste nutriente são alvo de crenças, proibições e tabus. Conclui-se que o profissional de saúde deve ponderar os aspectos não só econômicos, mas também culturais envolvidos, principalmente quando a proposta de intervenção envolve educação nutricional. Termosde indexação: vitamina A, hábitos alimentares, fatores socioeconômicos, tabu, educação nutricional. ABSTRACT Nutrition education is viewed as a means of changing “food habits”. However, dietary patterns depend on many other factors that cannot be overcome by appropriate nutrition teaching, such as socioeconomic, ecological, cultural and anthropological aspects. Some of these factors generate“alimentary taboos” which hamper the choice of foodstuffs for a balanced diet. This paper deals with some of these questions, in an attempt to increase awareness about nutrition education in a wider context as an effective strategy in the fight against vitamin A deficiency, one of the major Nutrition and Public Health problems of our world. The main determinant of this deficiency is inadequate nutritiongenerally unrelated to traditional “education” and socioeconomic factors. Several studies have shown that, in Brazil, the main cause of vitamin A deficiency is inadequate consumption of sources of the vitamin because of factors such as taboos, beliefs and bans. Health professionals must be made more aware that, when micronutrient deficiencies are involved, they must look not only at social oreconomic variables, but also at the cultural aspects involved. Index terms: vitamin A, food habits, socioeconomic factors, cultural, taboo, nutrition education.
(1)

Departamento de Nutrição e Dietética, Centro de Ciências da Saúde, Instituto de Nutrição Josué de Castro, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Bloco J, 2º andar, Ilha do Fundão, 21944-970, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Correspondênciapara/Correspondence to: R.A. RAMALHO. E-mail: aramalho@rionet.com.br

Rev. Nutr., Campinas, 13(1): 11-16, jan./abr., 2000

12

R.A. RAMALHO & C. SAUNDERS

INTRODUÇÃO Ao longo dos anos, os historiadores e cientistas descreveram o desenvolvimento das comunidades, assinalando a preocupação com a alimentação, disponibilidade de água e condições climáticas, apontados como fatores básicos parasobrevivência do homem (Canesqui, 1968). Na literatura, os dados sobre o consumo alimentar como fenômeno psicossocial são fragmentados e discutidos por várias áreas da ciência. Muito se tem descrito sobre o consumo de alimentos de diferentes grupos sociais, associando “o que” as pessoas comem com suas características demográficas e estilos de vida, mas pouco se sabe sobre a razão para a...
tracking img