Artigo cotas nas universidades

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1109 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COTAS NAS UNIVERSIDADES



NOME DO ALUNO


RESUMO

Diante de milhares de temas, esse é o que mais interessa ser pautado, pois, está sendo discutido há alguns anos, por várias pessoas, e procura-se inicialmente diante deste tema uma necessária e urgente reflexão complexa. Busca-se com o presente trabalho avaliar questões sobre as cotas nas universidades e seus objetivos, e demonstrarindícios da receptividade e os impactos na população brasileira, pois, é um assunto atual e o tal projeto, nesse ano, foi considerado constitucional por unanimidade no Supremo Tribunal Federal (STF).
A implantação do sistema de cotas nas universidades pública do país, é uma medida no mínimo polêmica, é um assunto muito influente sobre os jovens, pois, ataca diretamente o esforço deles para ingressarem uma universidade. Embora a discussão se encontre longe de alcançar um consenso na sociedade. O debate em é salutar no atual contexto, tendo em vista a urgente necessidade de democratização, universalização e aprimoramento do sistema educacional brasileiro.
É claro que o sistema de cotas sozinho não é capaz de alcançar todos estes objetivos, e que, este, assumindo o caráter de medidapaliativa, também não será capaz de alcançar avanços realmente significativos em termos educacionais para o país.
Palavra-chave: Cotas. Universidades. Insatisfação. Jovens.





INTRODUÇÃO

Nas diversas cidades brasileiras, há certa indignação para com as cotas, pois, os jovens se esforçam para conseguir seus objetivos diante de uma universidade e foram destinados para as cotas 20% do total devagas de cada curso oferecido, essa indignação se reflete no modo de se expressar dos jovens brasileiros com manifestações ou revoltas.

O Brasil tem diante de vários séculos do nosso passado, uma dívida para com os negros do nosso país, pois durante muito tempo existiu a escravidão e que só foi extinta depois da Lei Áurea, e de fato é preciso tomar uma atitude com urgência, porém, as cotas, quevisa acelerar um processo de inclusão social, não é a melhor solução e sucede que esse é o remédio errado para o problema maior, a pobreza, que atinge amplos setores da sociedade brasileira e em especial os negros: são eles que têm as piores oportunidades de obter uma educação básica que lhes permita competir em igualdade de condições com os outros candidatos no vestibular.

O objetivo destetrabalho é analisar se as cotas raciais é o melhor remédio para a inclusão social dos que não são privilegiados de ter uma boa educação e no fim conseguir ingressar em um curso do seu gosto, pois, esse método de várias formas está causando insatisfação em muitos jovens brasileiros.


METODOLOGIA

A metodologia a ser utilizada basear-se-á em um estudo descritivo-analítico, desenvolvido através depesquisa. Mediante explicações embasadas em trabalhos publicados sob a forma de dados oficiais e imprensa publicados na internet, que abordem direta ou indiretamente o tema em análise, à medida que terá como único fim a aplicação dos conhecimentos, buscando, de fato, apreciar a realidade do tema. Posto que buscará descrever, explicar, classificar, esclarecer o tema apresentado, objetivandoaprimorar as ideias através de informações sobre o tema em foco.


RESULTADOS E DISCUSSÃO

Na penúltima quarta feira do mês de abril (26) foi aprovado no supremo as cotas nas universidades, dentre 11 ministros 10 participaram da votação, em que segundo o ministro Celso Mello afirma que as ações afirmativas estão em conformidade com a constituição e com as declarações internacionais às quais o Brasiladeriu. A reação foi rápida. As discussões de pais de alunos, alunos, “especialistas”, autoridades e de críticos à política de cotas que alegam a violação da igualdade de condições e injustas e os seguintes argumentos “a distinção de etnias por lei acabaria por agravar o racismo”, “é uma forma indireta de discriminação racial, separando os brancos dos negros”, “os afros descendentes estão...
tracking img