Arte pop

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6920 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de janeiro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto


1. INTRODUÇÃO



Chamada por Walter Zanini de “uma década difícil”, no mundo todo os anos 1960 foram marcados pela eclosão de utopias e grandes transformações. O Brasil não foi exceção. A década começou com a inauguração de Brasília, ponto de encontro da audácia política e estética que nesse momento amplificaram-se mutuamente. Lúcio Costa (1902-1998) e Oscar Nienmeyer (1907), que vinteanos antes haviam iniciado com Le Corbuisier a arquitetura moderna no Brasil, fizeram sua construção o marco principal de um processo de renovação que se expandiria para outras áreas.
No âmbito político, a confiança na democracia, que vinha desde 1945, esvaziou-se com a renúncia do presidente Jânio Quadros, em 1961, que levaria numa sucessão de crises, ao golpe de estado de 1964 e àsarbitrariedades do autoritarismo militar, agravadas a partir de 1968. Entretanto, também foi o momento de realizações significativas na música, teatro, cinema, literatura e artes visuais, que se enriqueceram com o aparecimento de uma nova geração de criadores inspirados.
Nas artes plásticas, já havia passado o predomínio do concretismo e da abstração geométrica dos anos 1950, mas ainda era nítida a força daabstração informal, reafirmada na 4ª Bienal de São Paulo (1957), com a action painting de Jack Pollock e com os prêmios aos brasileiros, líderes dessa tendência, como Fayga Ostrower e Wega Nery. A representação brasileira na 5ª Bienal (1959) contava com Flávio Shiró, Antonio Bandeira, Iberê Camargo, Manabu Mabe e Yolanda Mohalyi, numa demonstração do prestígio da abstração. Ainda na 6ª Bienal(1963), a importância da abstração seria sensível, mas logo perderia o ímpeto, enquanto uma retomada da figura (humana, urbana, industrial), emprestada agora principalmente de objetos de consumo, ganhava espaço internacionalmente.
No quadro brasileiro, destacava-se a ruptura entre os grupos concretistas do Rio e São Paulo e o surgimento do neoconcretismo. Esse movimento, conduzido por Ferreira Gullar,organizou-se em manifesta discórdia com o concretismo liderado por Waldemar Cordeiro, cujos integrantes encaminhavam-se para a realização de obras ligadas à op-art.
De início, os neoconcretistas contavam com a presença de Lygia Clark, Amilcar de Castro, Franz Weissman, Lygia Pape entre outros; em segyida, ganharam a adesão de Hélio Oiticica. Pelo desenrolar autônomo que teve, o movimento hoje éreconhecido internacionalmente e os neoconcretistas abriram caminho, principalmente no Rio, para os jovens neo-realistas. Em 1959 organizaram no Rio a 1ª Exposição Neoconcreta, em que Lygia Clark apresentou os bichos, série de objetos mutantes cujas formas poderiam ser alteradas pelo espectador e Gullar expôs poemas objetos, que também convidavam o público a colaborar. Na mesma ocasião, publicaramum manifesto conceituando o movimento que, embora mantendo-se fiel ao vocabulário geométrico e não-figurativo da tradição concretista, acionava os mecanismos da experimentação e da procura de novas linguagens introduzindo, como prioritários, a relação entre arte e vida, o corpo e a participação do espectador, abrindo espaço aos artistas para a criação de objetos ( ou “não-objetos” na definição deGullar) além de ambiente “penetráveis”, obras com uma expressividade própria mas cujos pressupostos teóricos já estavam no ar na discussão das idéias de Marcuse, McLuhan e Umberto Eco. No manifesto, entretanto rejeitavam as tendências relacionadas à volta à figuração, consideradas “...de caráter retrógrado, como o Realismo Mágico, ou irracionalistas como o Dada e o Surrealismo.
Nesse conjunto decircunstâncias, é preciso lembrar que Neodada era uma das designações que teria a Pop Art que, juntamente com a Nova Figuração ou Novo Realismo, como preferiam os artistas ligados à Escola de Paris, nesse momento alastrava-se pelo mundo.
Geralmente com uma postura crítica e irreverente, a Pop introduziu novos temas, eliminou as divisões entre categorias como pintura, escultura, gravura e...
tracking img