Arquitetura paralela

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1305 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
LINGUAGEM C
CONCEITOS BÁSICOS
www.harpia.eng.br

HISTÓRICO
» Necessidade de escrever o Unix
» Evolução:
BCPL
B

Martin Richards;
ainda em uso na
Europa
Ken Thompson

C

www.harpia.eng.br

Dennis Ritchie;
concluído na
década de 70.

RECURSOS AVANÇADOS
» Hardware
• acesso à porta serial;
• acesso à memória de vídeo (aplicações
gráficas);
• acesso à memória RAM:manipulação de
segmentos e overlays;
• acesso à rede de comunicação;

www.harpia.eng.br

RECURSOS AVANÇADOS
» Software
• criação de processos em multitarefa;
• comunicação inter-processos:
– Semáforos;
– Filas de mensagens;

www.harpia.eng.br

APLICAÇÕES
» Desenvolvimento de software básico;
» Complemento de aplicativos :
• rotinas mais rápidas;

» Aplicações cliente-servidor;
»Rotinas de baixo nível para prover baixo
tempo de resposta;

www.harpia.eng.br

UM PROGRAMA EM C
» Uma função principal e zero ou mais
funções auxiliares;
» Distribuição:
Função
principal
Função 1

Função
principal

Função 1
Função 2

Função 2

1 arquivo fonte

www.harpia.eng.br

vários arquivos fonte

UM PROGRAMA EM C
» Tipos de arquivos:
• fonte
– contêm código;
–extensão c ou cpp

• cabeçalho
– definições e declarações - extensão h
– vários são oferecidos pelo compilador
– o programador pode criar os seus
– são incluídos no fonte através do comando
# include
www.harpia.eng.br

Geração do Programa C
EDIÇÃO
prog.c

aux.c

pré-processamento
Módulo expandido dos fontes
compilação
prog.obj aux.obj
link-edição
PROG.EXE
www.harpia.eng.brArquivos
da
biblioteca

Estrutura do Programa C
/* COMENTÁRIOS */
definições de pré-processamento
declarações de funções;
declarações de variáveis globais e arrays;
main ( )
{
declarações de variáveis locais e arrays;
inicializações;
/* COMENTÁRIOS */
comandos;
chamadas a funções;
}
< código das funções >
www.harpia.eng.br

Definição de
constantes e
inclusão de
arquivoscabeçalho - .h

Todas as linhas
de comando
terminam em ;
Comandos de bloco são
delimitados por {}

Exemplo 1 - Hello World
/*

Primeiro programa C
arquivo - pgrad1.c

# include
main ( )
{
printf ("Hello World !");
}

www.harpia.eng.br

*/

Exemplo 2 – How stuff works

www.harpia.eng.br

LINGUAGEM C
Introdução
www.harpia.eng.br

VARIÁVEIS
» Forma geral paradeclaração (criação):
tipo lista de variáveis;

Que tipo de valor
a(s) variável(is)
vai(ão) guardar

www.harpia.eng.br

Lista com o nome de
cada variável que está
sendo criada, sendo
os nomes separados
por vírgula

Variáveis
» Tipos Básicos
• char
– 1 caracter - 1 byte

• int
– inteiro - 2 a 4 bytes

• float
– real - 4 bytes, precisão de 6 dígitos

• double
– real - 8bytes, precisão de 10 dígitos
www.harpia.eng.br

Variáveis
» Modificadores de Tipo
• Podem ser aplicados aos tipos básicos
para criar extensões a eles:
– long
≈ inteiro longo com sinal - >= int

– short
≈ inteiro curto com sinal - i += 2;

• a divisão de int por int é sempre int; se o
resultado for fracionário, será truncado
www.harpia.eng.br

Operadores
» Incremento e Decremento• i++ (pós-incremento):
– utiliza variável e incrementa;

• ++i (pré-incremento):
– incrementa variável e utiliza;

• i– (pós-decremento);
• --i (pré-decremento).

www.harpia.eng.br

Operadores
» Incremento e Decremento
• Exemplo:
int a, b = 10;
a = b++;
F valor de a? valor de b?

a = ++b;
F valor de a? valor de b?

• Pode-se também utilizar o recurso em
contexto isolado:a++;
www.harpia.eng.br

/* incrementa de 1 a variável a */

E/S Formatada
» Saída: printf
• copia dados com formatação para a saída
padrão
• sintaxe:
printf ("controle", lista de variáveis);

Texto +
Formatação de variável +
caracteres de controle
www.harpia.eng.br

Todas as variáveis que
serão enviadas para a
saída, na mesma ordem
em que aparecem seus
formatos na cadeia...
tracking img