Arquitetura militar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2084 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A Arquitetura Militar refere-se ao ramo da arquitetura destinado à edificações de caráter defensivo. Nesta categoria incluem-se milhares de castelos e fortalezas espalhados, principalmente, por toda a Europa, cujas construções foram moldadas segundo as técnicas e características de determinadas épocas ou regiões.




CASTELOS E FORTALEZAS

 Castelos: são edificações deorigem medieval, de estrutura maciça, originalmente destinadas à moradia, embora muitas tenham se convertido em fortalezas militares, cuidadosamente elaboradas para esse fim. Os castelos-fortalezas eram erguidos em lugares estratégicos, muitas vezes de difícil acesso, em topos de esporões rochosos ou cercados de água nos terrenos baixos, com objetivo de evitar e dificultar, ao máximo, um possívelataque inimigo. No interior dessas grandes edificações construídas sobre amplas plataformas de terra enfeixadas de paliçadas, vivia toda uma população, seu gado e suas reservas.
O sistema de fortificação surge na aurora da época feudal, concentrando-se o poder defensivo no torreão, construído de madeira e, às vezes, de pedra. Quando não está implantada numa escarpa ou numa rocha, a torre ergue-se notopo de um montículo de terra de uns dez metros de altura, e cuja plataforma não tem mais de dez metros quadrados. É o “outeiro”, cercado do fosso cavado para erguê-lo. O outeiro domina um pátio cercado de aterros menores por onde se espalham as construções de residência e serviço.
Com o passar do séculos, muitas fortalezas castelares converteram-se em cárcere, até serem desativados etransformadas em objetivo de turismo e legado da história. O advento dos tempos modernos pôs fim ao uso de castelos como moradia oficial de nobres e soberanos, embora a estrutura arquitetônica dessas magníficas edificações tenham sofrido mudanças e destruição ao longo do tempo, muitas ainda se conservam intactas, com toda a sua imponência e esplendor, para delírio dos nossos olhos.
Tipos de Castelos:
•Castelo Roqueiro – as primeiras estruturas amuralhadas defensivas surgidas em Portugal ao longo dos séculos IX e X, período ao qual a maior parte dos medievalistas apelidam como "primeiro encastelamento" do futuro território português.
A iniciativa da construção destas estruturas partia das próprias populações a um nível estritamente local, numa época sem um poder central bem definido e com a ameaçaconstante de ataques de mouros e saqueadores. O castelo roqueiro, portanto, era utilizado como refúgio dos povoadores em caso de ataque inimigo.
Eram construídos sempre sobre um afloramento rochoso para tomar máxima vantagem do terreno. Consistiam simplesmente de uma muralha sem torres, construída com pedras mal aparelhadas unidas sem argamassa, definindo um pequeno espaço aberto. Podiam serrodados de um fosso.
• Castelo Condal – é um “segundo encastelamento” em Portugal, que se inicia em meados do século X por iniciativa nobre para defender o território dos mouros e dos invasores normandos. Derivam de uma nova fase de índole administrativa, com a divisão do território em condados, territoria e civitates pelos monarcas do Reino das Astúrias. Por iniciativa da coroa asturiana, foramcriados castelos nas civitates que ajudavam na consolidação dos territórios conquistados aos mouros, existentes desde o século IX. A partir de meados do século X a construção de castelos passou a ser iniciativa dos condes que administravam o território.
• Castelo românico – A morfologia do castelo românico assenta em dois princípios fundamentais: o do comando e o da defesa passiva. possui murosespessos e altos, ignorando dispositivos de contra-ataque eficazes; uma muralha de planta quadrada, composta por silhares de pedra, coroada por um adarve que ostenta torreões adossados; a cerca delimita um pátio, o que pela primeira vez possibilita a permanência de uma pequena guarnição; geralmente possui duas portas, a porta principal e a porta da traição; podem existir recintos secundários que...
tracking img