Arquitetura do brasil - colonia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 30 (7286 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TÉCNICAS CONSTRUTIVAS DO BRASIL - COLÔNIA




















Maringá, 2009.
Introdução:

Neste trabalho iremos falar sobre os detalhes construtivos que foram utilizados na arquitetura do Brasil – colônia. Vamos ver uma exposição dos meios que vieram da metrópole portuguesa que foi nossa colonizadora. Especificamente nos ataremos a mostrar os avanços tecnológicos quevieram com Portugal e poderemos ver como destoa da arquitetura que antes estava sendo construída pelos índios.
Quando nossa terra ainda não fora invadida pelos portugueses, há indícios de que os índios construíam suas moradias e tribos com o uso de materiais como a madeira roliça e fibras vegetais, construindo suas paredes e coberturas, desconheciam as técnicas de construção com terracrua, foram os colonizadores que trouxeram o que conhecemos hoje como: adobe, taipa de pilão, taipa de mão; ainda trouxeram avanços em concepção dos telhados e conseqüentemente eclodindo a arquitetura local, construindo casas, igrejas, engenhos e tudo de que eles mais precisassem na época.
A partir disso, a construção se dividia em duas vertentes: a popular e a erudita. Na erudita oconhecimento era transmitido através de aulas e tratados segundo o modelo das aulas de Lisboa, era uma classe representada pelos engenheiros militares e construíam fortificações. Em contrapartida, na popular tudo era transmitido de forma oral, básica e rápida pelos mestres de ofício aos seus aprendizes, desenvolviam-se técnicas construtivas baratas e eficientes, é onde se encaixa os sistemas que foramdesenvolvidos como a taipa, taipa de pilão, taipa travada, pau a pique, alvenaria em pedra e adobe.
Explicaremos a seguir alguns desses novos conceitos de tecnologias construtivas, mas antes vamos entender as características gerais das construções coloniais.








Características das construções coloniais na região

    A análise das construções antigas sobreviventes, incluindourbanas, permitiu sua caracterização com base em elementos comuns, consideradas primitivos:

    1. Paredes mestras de taipa-de-pilão: especialmente na edificações mais antigas, com alicerce na mesma técnica ou, mais raramente, de alvenaria de pedras (diabásio ou granito; Tulha do Proença, em Campinas). Certas edificações mais recentes (já no primeiro quartel dos oitocentos) incorporaram a técnica dataipa-de-mão, mesmo nas paredes mestras, com mureta de vedação de alvenaria de pedras e paus-a-pique de estipes de palmito [ou juçara] (Euterpe edulis, Arecaceae; Casa do Povoador, em Piracicaba).

    2. Beiral largo (0,60 m a 1,00 m) amparado por cachorros (com discreto entalhe na extremidade ou lisos). O sistema de ancoragem dos cachorros nos caibros era muito variável, não havendoidentidade nesse particular entre quaisquer construções sobreviventes (Paiva, 1996:17). Geralmente uma peça independente (a âncora) unia a extremidade interna do cachorro à retranca apoiada sob o caibro. Outro sistema, mais primitivo, fazia os cachorros passarem por orifícios justos escavados no próprio frechal, o que dispensava mais ancoragem. O forro de tábuas (guarda-pó) era disposto entre os cachorrose as telhas.

    3. Planta-baixa retangular, fechada.

    4. Telhado de quatro águas, rigorosamente desprovido de rincões, armado por terças que suportavam caibros com sambladura basal no frechal interno (ou apoiados sobre este, sendo cortados sobre a parede), sem o uso de tesouras; a terça da cumeeira apoiava-se por esteios sobre frechais de paredes mestras. O ripado era de fasquias deestipes de juçara. A madeira era desdobrada com machado, posteriormente com traçadores, sendo tardio o emprego de serras d’água. O acabamento era feito com enxó.

    5. Vergas retas ou, mais raramente, em arco abatido; vergas, ombreiras e peitoris lisos, sem entalhes, de madeira.

    6. Janelas parcas e com frequência providas (se no térreo) de grades de balaústres verticais de seção quadrada...
tracking img