Arquitectura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3636 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Cultura da Arquitectura e da Cidade
Docente Michel Toussaint



Fase

Habitat ‘67
Moshe Safdie

Mestrado Integrado em Arquitectura – 1º E
2011/2012

Ângela Agostinho – 20111034
Jéssica Lucas Silva – 20111605
João do Couto – 20111011

Discentes

Ângela Agostinho – 20111034
Jéssica Lucas Silva – 20111605
João do Couto – 20111011

Docente

Michel Toussaint

Lisboa, 9 deJaneiro de 2012

Habitat ’67 – Moshe Safdie

ÍNDICE
- UTILIZAÇÃO PREVISTA E ACTUAL… … … … … … … … … … … … … … … … . … 2 , 3 e 4

- CARACTERIZAÇÃO TIPOLÓGICA ...................................................................................... 5 e 6

- VALORES DIMENSIONAIS, VARIEDADE ESPACIAL, QUESTÕES CONSTRUTIVAS E
DESAFIOS TÉCNICOS………………………………………………………………....................7 e 8- INTEGRAÇÂO COM O ENVOLVENTE, RELAÇÕES COM ENTIDADE(S) MAIOR(ES) –
CIDADE, PAISAGEM, TERRITÓRIO…………………………………………………...………9 e 10

- CONCLUSÕES INDIVIDUAIS


Ângela Agostinho………………………………………………………………………….…..11



Jéssica Silva………………………………………………………………………………..12,13



João Couto…………………………………………………………………………………..…14

- ANEXOS...................................................................................................................... 15,16 e 17
- BIBLIOGRAFIA ………………………………………………………………………………….18 e 19

1

Habitat ’67 – Moshe Safdie

UTILIZAÇÃO PREVISTA E ACTUAL
O habitat 67, desenvolvido pelo arquitecto Moshe Safdie e pela sua equipa, foi um dos
principais temas da expo 67 e uma das maiores exposições do mundo. Construído em
Montreal, no Canadá, ao lado do rioSão Lourenço e do cais Mackay foi intitulado de
“O homem e o seu mundo”, tal como o título da obra de Antoine de Saint- Exupéry.
Depois da Expo 67 ter terminado o habitat 67 tornou-se no símbolo da vivência num
apartamento.

1. Uma das imagens de propaganda da exposição universal do ano de 1967

O primeiro objectivo seria revolucionar a forma de construção das casas, pela
produção emmassa dos módulos, de maneira a que chegassem ao local préfabricadas.
Ele planeou o Habitat com o objectivo de encontrar uma maneira de colocar um
grande número de pessoas num espaço pequeno, mas proporcionar-lhes, pelo
menos, alguns dos prazeres de uma casa privada. Ele queria construir uma cidade no
céu, um modelo que sustentasse 1.000 unidades habitacionais, com lojas e até uma
escola. O queele propôs foi uma diferente experiência, não só na habitação, mas na
vida em comunidade.
Planos futuros previam instalações públicas e áreas convencionais a leste. A
finalidade geral do projecto era a de proporcionar uma habitação urbana de alta
densidade com, garantia de ar fresco, sol, zonas verdes e recolhimento, combinando

2

Habitat ’67 – Moshe Safdie

as virtudes da produção emmassa com a individualidade.
Ao contrário da maioria dos edifícios temporários de exibição foi construído com o
propósito de servir como residência permanente, reflectindo a imagem de uma
sociedade moderna. Este conjunto de paralelepípedos foi projectado com o objectivo
de construir quarteirões densos, com habitações económicas, próximas, mas
privadas, recorrendo a módulos pré-fabricadas.Safdie pretendia convencer de que
existem formas de se ocuparem cidades contemporâneas, num cenário de
sobrepopulação, através de soluções modernas e económicas.
Entre 1964 e 1966 no começo da construção, acabaram por ser apenas realizados
158 módulos habitáveis. As instalações comerciais e institucionais que Safdie tinha
originalmente previsto para o projecto – escola, lojas, escritórios eespaços culturais
nunca se materializaram. Durante a exposição, viveram no Habitat 67, empregados da
Expo 67 e outros grupos visitantes, sendo que, 26 dos apartamentos eram modelos
para exposição.

2. As 158 unidades constituintes do habitat 67

No entanto, quando a exposição terminasse seriam feitas ampliações e se tornaria o
ponto central de desenvolvimento em Montreal. Estas ampliações...
tracking img