Arquimedes e a lei da alavanca

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7810 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
 

UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP MANAUS

TRABALHO DE FÍSICA LABORATÓRIO

Manaus 2011 

   

   

2

UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP MANAUS TURMA: EB1V34 SL: 4305 1º PERÍODO
  EQUIPE 2 AL: Sérgio Luiz Motta – RA: B069CJ-6 AL: Nayana Silva Menezes AL: Jakson Roberto Livas Pereira AL: Fábio Henrique Verçosa de Oliveira AL: Leandro Jaime Almeida Gomes AL: Thiago Coelho de Araújo AL:Marcelo de Oliveira Ferreira AL: Izac Martins de Andradee AL: Nelson Carvalho da Silva AL: Wagner Aquino de Brito AL: Genielson Pantoja Gomes

TRABALHO DE FÍSICA LABORATÓRIO Prof. Batalha

Manaus 2011
 

   

   

3

I.

BIOGRAFIA
Arquimedes viveu de 287 a 212 a.C.

Nasceu e viveu a maior parte de sua vida na cidade de Siracusa, na costa da Sicília, atual Itália, que naquela épocafazia parte do mundo Grego. Era filho do astrônomo Fídias, que obteve uma estimativa para a razão dos diâmetros do Sol e da Lua. A palavra “Arquimedes” é composta de duas partes: arché, que significa princípio, domínio ou causa original; e mêdos, que significa mente, pensamento ou intelecto. Arquimedes passou algum tempo no Egito. Acredita-se que ele tenha estudado na cidade de Alexandria, (centroda ciência grega), com os sucessores do matemático Euclides, que viveu ao redor de 300 a.C.. Euclides publicou o famoso livro de geometria Os Elementos, entre outras obras. Grande parte dos trabalhos de Arquimedes eram enviados a matemáticos que viviam ou que estiveram em Alexandria. Arquimedes é considerado um dos maiores cientistas de todos os tempos e o maior matemático da antiguidade. Écomparável nos tempos modernos apenas a Isaac Newton (1642-1727) não apenas por desenvolver trabalhos experimentais e teóricos de grande alcance, mas pelo brilhantismo e influência de sua obra. Utilizando o método da exaustão, que é um método de se fazer integrações, Arquimedes conseguiu determinar a área, o volume e o centro de gravidade, CG, de muitos corpos, resultados que nunca haviam sido obtidosantes dele. Em Siracusa, o rei Hierão mandou fabricar uma coroa de ouro de grande valor. Sendo assim, determinou um peso do metal a ser utilizado para o fabricante e este apresentou o trabalho ao rei, no prazo devido. O peso parecia corresponder com o que havia sido contratado, mas surgiu um rumor de que o fabricante havia fraudado o

   

   

4

trabalho e parte do ouro havia sidosubstituído por prata. Hierão ficou indignado com a fraude e, sem saber o método pelo qual o roubo poderia ser detectado, solicitou que Arquimedes desse sua atenção ao problema. Após ser encarregado deste assunto, ele percebeu durante um banho, que ao entrar na banheira, na mesma proporção em que seu corpo afundava, saía água do recipiente. Desta forma, compreendendo o método a ser adotado para a soluçãoda proposição, saiu alegre do banho e retornando nu para casa gritou em voz alta que havia encontrado o que estava procurando, exclamando, “eureca, eureca “(encontrei, encontrei)! Os trabalhos de Arquimedes que sobreviveram eram endereçados ao astrônomo Conon de Samos (na época vivendo em Alexandria), ao discípulo de Conon depois de sua morte, Dositeu de Pelúsia, ao rei Gelon, filho do rei Hierãode Siracusa, assim como a Eratóstenes, bibliotecário do museu de Alexandria e famoso por sua estimativa precisa do raio da Terra. Muitas vezes Arquimedes passava anos até conseguir demonstrar algum teorema difícil. Ao expressar as dificuldades que encontrou podemos ver outra característica sua, a grande perseverança até conseguir alcançar seu objetivo. Embora estes trabalhos que chegaram até nóssejam de matemática e de física teórica, a fama de Arquimedes na antiguidade deve-se aos seus trabalhos como engenheiro e como construtor de máquinas de guerra (catapulta, guindaste, espelhos ardentes etc.). Diversos autores mencionam uma frase famosa de Arquimedes em conexão com suas invenções mecânicas e sua capacidade de mover grandes pesos realizando pouca força: “Dê-me uma alavanca e um...
tracking img