Armas massivas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2741 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola: Escola Secundária
Professor Responsável:
Identificação dos alunos:


Ano/Turma: 12
Classificação:
Data de Entrega do Trabalho: 07-12-2011

Índice

Introdução 3

O risco da proliferação das armas de destruição massiva 4-7

Conflito regional:A Somália 8-10

Conclusão 11

Bibliografia 12

Anexos 13

Introdução

No âmbito da disciplina de Geografia do 12º ano na área de Humanidades foi pedido à turma para elaborarmos um trabalho relativo ao tema dos conflitosregionais. Este irá dividir-se em duas partes: a primeira remeterá para o risco da proliferação das armas de destruição massiva e o segundo, o conflito regional na Somália.
O subtema “O risco da proliferação de armas de destruição massiva”, interessou-nos de imediato, dado ao seu teor preocupante para o futuro do planeta e da sua sociedade.
Perante a perspectiva da elaboração deste trabalho, demos pornós a enumerar mentalmente os riscos possíveis deste flagelo que a nosso ver ainda é mais preocupante do que uma guerra real.
Para além desta preocupação a pairar nas nossas cabeças, tentaremos enquadrar este tema na história mundial ou seja referir os acontecimentos anteriores e as suas consequências na sociedade de hoje. Tentaremos ser breve, analisando somente os pontos fulcrais do uso dasarmas massivas.
Como termo de conclusão deste subtema, procuraremos captar o que os estados governamentais têm feito para que essa proliferação não seja iminente.
O segundo ponto de trabalho remete-nos para o conflito regional na Somália, território assolado de ódio e de terror pela pirataria. Procuraremos delimitar vários pontos: as partes envolvidas neste conflito, as suas causas, oenvolvimento da comunidade internacional e as consequências deste ao nível social e político, fazendo uma cronologia.



O RISCO DA PROLIFERAÇÃO DE ARMAS DE DESTRUIÇÃO MASSIVA

Antes de iniciar a reflexão sobre o tema propriamente dito, acho que se deve referir a definição de arma de destruição em massa.
Uma arma de destruição massiva (ADM) é uma arma capaz de causar um número elevado de mortos numaúnica utilização. Esta designação é atribuída a armas nucleares, a armas químicas e a armas biológicas.
São exemplos de armas de destruição em massa a bomba atómica, a bomba de hidrogénio, entre outras. Algumas dessas armas surgiram após os desenvolvimentos da teoria da relatividade de Albert Einstein, mesmo contra o seu desejo pessoal de não utilizar as suas pesquisas para a criação de armas dedestruição massiva.
Em termos bélicos, já foram detonadas duas bombas atómicas com objectivos militares, a primeira em Hiroshima e a segunda em Nagasaki, ambas no Japão, nos finais da segunda guerra mundial.
Na guerra do Vietname, os Estados Unidos utilizaram também algumas armas de destruição massiva baseadas em químicos e explosivos especialmente letais, nomeadamente o napalm.
As armasquímicas e as biológicas estão proibidas por tratados internacionais; as nucleares estão permitidas, pelo menos temporariamente, em cinco países – Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido e França –, estão tacitamente aceites em mais três – Israel, Índia e Paquistão – mas expressamente proibidas em todos os outros, nos termos do Tratado de Não-Proliferação Nuclear, presentemente assinado por 188países.
No que respeita aos mísseis, apesar de várias iniciativas de implementação de medidas de controlo internacional, continua a não haver qualquer norma, universalmente aceite, sobre o seu desenvolvimento, testes, produção, aquisição e transferências.

O que é novo são as circunstâncias substancialmente diferentes em que a sua utilização passou hoje a ser encarada. Isto é, um ambiente de...
tracking img