Aristoteles

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (492 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Metafísica – Livro I – Cap. I

“Todos os homens têm, por natureza, desejo de conhecer”[1].

E a razão é o que melhor nos faz conhecer.

A memória, a capacidade de recordar a experiência, é oque diferencia o homem das abelhas e dos animais, do mais inteligente do menos.

Pois,

Aristóteles discrimina três graus no conhecimento sensível dos irracionais, que com Fonseca se podem designarde: ínfimo, médio e superior. O ínfimo é próprio dos animais que somente vivem a experiência presente; o médio, dos que podem conservar a experiência passada mas não ouvem, e o superior, dos queouvem, possuem memória e podem ser adestrados.[2]

Mas a espécie humana tem também a arte e o raciocínio.

“A arte aparece quando, de um complexo de noções experimentadas, se exprime um único juízouniversal dos [casos] semelhantes”[3]. Sendo aqui, a memória necessária para tal feito apenas humano.

Mas na prática a experiência então nada parece diferir da arte. “E isto é porque a experiência éconhecimento dos singulares, e a arte, dos universais”[4]; e, por outro lado, porque o geral sempre diz respeito ao singular.

Exemplo: Não é o Homem a quem o médico cura, mas a Sócrates que poracaso é homem. Ou seja, cura-se o singular e não o geral, mas através do conhecimento do geral.

“Portanto, quem possua a noção sem a experiência, e conheça o universal ignorando o particular nelecontido, enganar-se-á muitas vezes no tratamento, porque o objeto da cura é, de preferência, o singular”[5].

Os empíricos sabem o “quê”, os outros, os artistas – no sentido de techné -, o “porquê”. E,por isso, que a arte é vista como mais sábia, pois, como numa obra de uma casa, vê a causa do que faz, já os empíricos, não.

Logo, a teoria é o que os diferencia e torna o mestre-de-obras superior.E, uma vez que sabe a teoria, a pode ensinar.

Não julgamos ser a sensação que constitua uma ciência, embora constitua um conhecimento seguro dos singulares.

O motivo que nos leva a discorrer é...
tracking img