Argumento relacionado ao contexto da estética realista: - capitu = personagem complexa, curiosa, sagaz e de personalidade forte. (as próprias características da personagem dão uma idéia de inovação no que se refere à

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1742 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
....ssArgumento relacionado ao contexto da estética realista:
- Capitu = personagem complexa, curiosa, sagaz e de personalidade forte. (As próprias características da personagem dão uma idéia de inovação no que se refere à estética realista. Por que não criar uma personagem complexa e ao mesmo tempo inocente? Pode ter sido esse o pensamento de Machado de Assis).
- O adultério é a característicamais marcante do Realismo no que se refere à temática. Porém não podemos nos esquecer que estamos falando de Machado de Assis, um escritor que primeiro inovou se desvinculando do movimento romântico e depois, ao escrever Dom Casmurro, inovou ao deixar a dúvida sobre a traição. Machado de Assis pode ter inovado completamente nesse sentido, ao romper com a estética literária vigente, construindouma personagem de personalidade forte e, ao mesmo tempo, totalmente fiel ao marido.

Dissimulações:
- Dissimulações = Bentinho também dissimulava. Capitu disfarçava, falava e logo mudava de assunto. Bentinho, porém, mesmo calado fingia. Imagine… Bentinho era calado por natureza. Se ele ficasse nervoso e tentasse disfarçar culpa de modo espontâneo de uma hora para a outra estaria falandoabertamente que era culpado. Ao ser questionado sobre o motivo pelo qual não deseja ir ao seminário, dissimula mais uma vez tentando desmentir a “denúncia” de José Dias, alegando não querer ficar longe de sua MÃE. (“Ela encobrindo com a palavra o que eu publicava pelo silêncio”. / “Vamos enganar toda essa gente…” )
- Capitu era transparente em seus sentimentos. Bentinho os tinha confusos. (“Capitu temia anossa separação.”)
- Quanto aos supostos olhares entre Capitu e outros rapazes, pode-se dizer que é justificada pela implicância que José Dias tinha com a mesma e com o seu pai. No final do livro o próprio personagem confessa ter exagerado em suas acusações, dizendo que as mesmas foram proferidas devido à antipatia que sentia por seu pai, o Pádua. (Declaração de José Dias no final: “Ela é umanjo… boa, discreta, prendada, amiga da gente, … e uma dona de casa que não digo nada.)
- A mentira é compartilhada por Bentinho que a defende em um dos capítulos. (“A mentira é, muitas vezes, tão involuntária como a transpiração”..)
- Bentinho, inicialmente era confuso acerca de seus sentimentos, apenas se dando conta a partir da “denúncia” de José Dias. Já Capitu os tinha bem claros em sua mente.(“Verdadeiramente foi o princípio da minha vida.”)
- Bentinho esperava uma Capitu frágil e extremamente sensível. Capitu utilizava as mesmas armas de Bentinho. Utilizava a ironia e o sarcasmo quando necessário.
- Bentinho sentia medo. Não conseguia contrariar a vontade de sua mãe. Tal fato pode ser comprovado quando é questionado por Capitu sobre sua preferência (Se tivesse que escolher entreeu e sua mãe, qual escolheria Bentinho?). Quando criança tinha medo de assumir seus sentimentos. (Você vem? Venho. Contra a ordem se sua mãe? Contra a ordem de mamãe…. Mentiroso.)
- Quando Capitu questiona Bentinho acerca de sua preferência (Se escolheria ela ou sua mãe), ela queria apenas testar a sua sinceridade. É claro que ela sabia que escolheria sua mãe. Afinal, não há como competir com amorde Mãe. Com isso ela comprovou que Bentinho não tem opinião própria e como escreve no chão, ele é MENTIROSO.

Argumentos religiosos
- Bentinho era religioso, porém, duvidava do poder de Deus, uma vez que duvidava das semelhanças entre seu filho e Escobar, mesmo já tendo comprovado antes a mesma semelhança entre a mãe de Sancha e Capitu. Era tão temente a Deus (falo com ironia), que cobiçou amelhor amiga de sua mulher, sendo assim consumada a sua traição no que se refere as normas ditadas pela bíblia. Era tão fiel a Deus que acreditava ser a morte a solução para a sua mente perturbada, sendo capaz de tentar contra a vida de seu filho. (“Não cobice a casa de outro homem… Não cobice a sua mulher…” –)

Outros argumentos
- Situação do Teatro: Bentinho encontra Escobar à porta do...
tracking img