ARGUMENTAÇÕES A CERCA DO CASO JOÃO HÉLIO

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1200 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE FRASSINETTI DO RECIFE
CURSO DE PSICOLGIA 7° PERÍODO “C”
DISCIPLINA: MODOS DE SUBJETIVAÇÃO
PROF.: CARLOS FERRAZ
ALUNA: ZORAIA FELIX


Comparação Entre A Argumentação Do Texto Vinícius Torres Freire Com Os Textos De Jurandir Freire Costa E Manoel Da Costa Pinto Com Relação Ao Texto De Renato Janine.
Vinícius Torres Freire começa seu texto de modo acusativo e tentando transformar emargumentos as emoções de Renato Janine.
Em seu texto escreve que é preciso “criticar os sentimentos pela razão e a razão pelos sentimentos” que se apoderam de nós. Usando as próprias palavras de Janine, tenta nesse trecho jogá-lo contra a opinião pública, distorcendo o sentido do que foi descrito por Janine em seu texto, dizendo em outras palavras que, uma razão despida de emoção é uma razãomorta. Porém em seu texto, Renato Janine utiliza essa frase para descrever a difícil conciliação de sentimentos e razão quando esses são gerados por valores morais e não racionais, no entanto ele diz que não há como destituir um valor moral de um raciocínio lógico. Se faz necessário lembrar, no momento em que escreve seu texto Janine está ainda sob o forte impacto do assassinato do menino JoãoHélio.
Freire, em seu texto condena a dureza, a agressividade e hipocrisia em Janine como se ele em seu relato dissesse e sentisse uma coisa e na realidade ética da sua profissão defendesse outra, entretanto Vinícius Torres Freire é extremamente duro, agressivo e contraditório e invejoso em seus argumentos, na realidade parece que a intensão expressa em suas palavras são apenas o desejo demostrar as pessoas através de recortes e críticas não fundamentadas, e pouco argumentadas, a ideia de que Renato Janine em seu ensaio foi infeliz em algumas colocações, principalmente ao se refere a pena capital, tenta fazer uma insinuação quando diz que; “UM INTELECTUAL que deseja a tortura e a morte dolorosa de homicidas”. Colocando em xeque a posição de Janine perante a sociedade com essaspalavras. Porém na realidade o que Janine manifestou com sua fala foi o seu grande repudio pelo acontecido e a forma como aconteceu o assassinato do menino João Hélio, fato esse que, de forma alguma, tanto o caso quanto as suas causas e repercussão foram supracitados por Freire em nenhuma de suas colocações. Ele na verdade, deixa o tema principal do texto de Janine latente.
O que dá a entenderé que, na verdade ele gostaria de ter sido o autor primeiro do relato, que o seu desejo é habitar o lugar de Janine, e assim sendo, retrata em seu querer uma morte simbólica para Janine, que daria para ele o engodo de que poderia ocupar o posto de Renato Janine e toda a sua grandeza e riqueza intelectual.
Diferentemente de Vinícius Freire, os autores Manuel da Costa Pinto e JurandirFreire Costa, usam em seus textos críticas de forma reflexiva em relação ao ensaio escrito por Renato Janine, sobre o assassinato do Menino João Hélio, opinando a respeito das suas colocações e levantando hipóteses sobre o real tema exposto.
De forma alguma tentam condenar Janine pelo que foi escrito no calor do acontecimento. Fazem reflexões do tipo, como qual a motivação que levou oadolescente cometer esse crime hediondo contra está criança e a sua intenção em cometer tal ato, como também a posição e confissão de Janine a respeito da pena capital que deveria ser imposta ao assassino.
Os autores são cordatos em relação ao fato, não desaprova a confissão de Janine feita frente a um “turbilhão de sentimentos que de certa forma o impedem de pensar” como foi dito por ele. Onão os impedem de exprimir e expor suas posições frente aos argumentos de Janine sobre o crime e a pena a ser aplicada.
Como relata em seu texto o autor Manuel da Costa Pinto, sobre o argumento de Janine a respeito da sua opinião em relação a pena capital frente a este fato, diz ele, “ A melhor resposta a suas ambiguidades, portanto, seria buscar um correlato desse episódio abominável”....
tracking img