Area de influencia de pilares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1185 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
- Área de Influência dos Pilares (Ai)



Segundo Libânio M. Pinheiro (2007), inicia-se o pré-dimensionamento dos pilares estimando-se sua carga, por exemplo, através do processo das áreas de influência.
Este processo consiste em dividir a área total do pavimento em áreas de influência, relativas a cada pilar e, a partir daí, estimar a carga que eles irão absorver.
A áreade influência de cada pilar pode ser obtida dividindo-se as distâncias entre seus eixos em intervalos que variam entre 0,45 l e 0,55 l, dependendo da posição do pilar na estrutura, conforme o seguinte critério:


Tomando “l” como sendo a distância entre os pilares, nos eixos x e y, temos as seguintes relações:

- 0,45 l: pilar de extremidade e de canto, na direção da sua menor dimensão;- 0,55 l: complementos dos vãos do caso anterior;
- 0,50 l: pilar de extremidade e de canto, na direção da sua maior dimensão.

Quanto mais uniforme for a distribuição das cargas e vãos e o alinhamento dos pilares, maior será a precisão dos resultados obtidos.
[pic] Área de estudo – Edificação de laboratório com demarcação das áreas e destaque dos pilares.


A1 = 3,70 .3,20 = 11,84 m²
A2 = 4,50 . 3,20 = 14,40 m²
A3 = 4,40 . 1,50 = 6,6 m²
A4 = 4,40 . 4,50 = 19,80 m²
A5 = 3,70 . 3,20 = 11,84 m²
A6 = 4,50 . 3,20 = 14,40 m²



- Cálculos das áreas de influência dos pilares:

P1 = [0,45.(3,70) . 0,50.(3,20)] = 2,66 m²

P2 = [(0,55.(3,70) + 0,55.(4,50)) . 0,50.(3,20)] = 7,22 m²

P3 = [0,45.(4,50) . 0,50.(3,20)] = 3,24 m²

P4 = [(0,50.(3,20) +0,50.(2,20)) . 0,45.(3,70)] = 4,50 m²

P5 = [(0,50.(3,20) + 0,50.(4,40)) . (0,55.(3,70) + 0,55.(4,50))] = 17,14 m²

P6 = [(0,50.(3,20) + 0,50.(4,40)) . 0,45.(4,50)] = 7,70 m²

P7 = [(0,50.(3,20) + 0,50.(4,40)) . 0,45.(3,70)] = 6,38 m²

P8 = [(0,50.(3,20) + 0,50.(4,40)) . (0,55.(3,70) + 0,55.(4,50))] = 17,14 m²

P9 = [(0,50.(3,20) + 0,50.(4,40)) . 0,45.(4,50)] = 7,70 m²

P10 = [0,45.(3,70) .0,50.(3,20)] = 2,66 m²

P11 = [(0,55.(3,70) + 0,55.(4,50)) . 0,50.(3,20)] = 7,22 m²

P12 = [0,45.(4,50) . 0,50.(3,20)] = 3,24 m²




ESTRUTURAS DE EDIFÍCIOS

Estrutura é a parte resistente da construção e tem as funções de resistir as ações e as transmitir para o solo.

Em edifícios, os elementos estruturais principais são:

• Lajes: são placas que, além das cargaspermanentes, recebem as ações de uso e as transmitem para os apoios; travam os pilares e distribuem as ações horizontais entre os elementos de contraventamento;

• Vigas: são barras horizontais que delimitam as lajes, suportam paredes e recebem ações das lajes ou de outras vigas e as transmitem para os apoios;


POSIÇÕES DE VIGAS E LAJES

A estruturação segue com o posicionamento das vigasnos diversos pavimentos. Além daquelas que ligam os pilares, formando pórticos, outras vigas podem ser necessárias, seja para dividir um painel de laje com grandes dimensões, seja para suportar uma parede divisória e evitar que ela se apóie diretamente sobre a laje.




PRÉ-DIMENSIONAMENTO


O pré-dimensionamento dos elementos estruturais é necessário para que se possa calcular o pesopróprio da estrutura, que é a primeira parcela considerada no cálculo das ações.
O conhecimento das dimensões permite determinar os vãos equivalentes e as rigidezes, necessários no cálculo das ligações entre os elementos.


PRÉ-DIMENSIONAMENTO DAS LAJES

A espessura das lajes pode ser obtida com a expressão:


h = d + φ/ 2 + c


d → altura útil da lajeφ → diâmetro das barras


c → cobrimento nominal da armadura




Altura útil da laje

Para lajes com bordas apoiadas ou engastadas, a altura útil pode ser estimada por meio da seguinte expressão:


dest = (2,5 – 0,1 x n) . l /100


l ≤ { Lx
{0,7 x Ly


n → número de bordas engastadas
l x → menor vão
l...
tracking img